Cidades Polícia prende suspeito de chacina em Fortaleza 

Polícia prende suspeito de chacina em Fortaleza 

Crime ocorrido na madrugada deste sábado (27) no Forró do Gago tem ao menos 14 mortos, sendo oito mulheres

  • Cidades | Matheus Pastori, do R7. Colaborou Lucas Memória

Mais cedo, o secretário de Segurança do Ceará classificou o crime como "um ato isolado"

Mais cedo, o secretário de Segurança do Ceará classificou o crime como "um ato isolado"

Reprodução / TV Cidade (RecordTV)

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará informou, em nota divulgada neste sábado (27), que uma pessoa foi presa suspeita de participação nas 14 mortes ocorridas no bairro Cajazeiras, na madrugada deste sábado, em Fortaleza.

De acordo com as informações oficiais, um fuzil foi apreendido. O nome do detido ainda não foi divilgado.

A SSPDS afirma ainda que a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) já realizaram os primeiros levantamentos no local de crime, considerado a maior chacina já registrada no estado.

Equipes da delegacia especializada estão em diligências, “visando identificar e prender todos os envolvidos no caso”.

A nota informa ainda que Batalhões de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), de Polícia de Choque (BPChoque) e da Força Tática, bem como policiais militares do Policiamento Ostensivo Geral (POG) da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) deflagraram operações, que integram os trabalhos policiais na região.

No texto, a Secretaria de Segurança confirma que, dos 14 mortos oficialmente divulgados, oito deles são mulheres e seis são homens.

Mais cedo, o secretário de Segurança do Ceará, André Costa, afirmou que “ações como esta acontecem em todo lugar. É uma situação criminosa que foi planejada e executada. Então, não é caso de perda de controle".

"Não há motivo para pânico, para temor. Estamos acompanhando, engajados. É uma situação isolada", completou o secretário.

Últimas