Economia Após acordo, Grupo Soma compra Cia. Hering, que será sua subsidiária

Após acordo, Grupo Soma compra Cia. Hering, que será sua subsidiária

Operação se dará pela incorporação, por parte da Soma, das ações da Hering, que se tornará uma subsidiária da empresa 

Agência Estado - Economia
Loja de roupas infantis da Hering

Loja de roupas infantis da Hering

Divulgação

A Cia. Hering anunciou nesta segunda-feira (26) que chegou a um acordo com o Grupo Soma, controladora das marcas Animale, Farm, entre outras, para combinação de negócios. A operação se dará pela incorporação, por parte da Soma, das ações da Hering, que se tornará uma subsidiária da empresa após a transação.

Cada acionista da Cia. Hering receberá 1,625107 ação do Grupo Soma no fechamento da operação, além da parcela monetária de R$ 9,630957, em parcela única, em até dez dias úteis do fechamento da operação. Levando em conta o número de ações da Cia. Hering em circulação, o Grupo Soma irá desembolsar cerca de R$ 1,5 bilhão em dinheiro e R$ 3,6 bilhões em ações na transação.

"A Cia. Hering e o Grupo Soma avaliam que a operação será transformacional no que tange a consolidação de uma plataforma de marcas no varejo de moda, ampliando o seu mercado endereçável total, conectando diferentes audiências e abrindo um novo espaço e avenida de crescimento dado o portfólio altamente complementar", diz a companhia.

"A operação oferece oportunidades relevantes de geração de valor através da captura de sinergias operacionais entre as partes, principalmente no que tange o crescimento da receita e da margem bruta, como também através de maior eficiência em despesas e investimentos", continuam.

Há algumas semanas, a Cia. Hering recusou proposta da Arezzo que continha um relação de troca de ações na proporção de um papel da empresa por 0,1686 ação da Arezzo, o equivalente a um prêmio de 20% sobre o preço médio ponderado por volume (VWAP) das ações da Hering no período de 90 dias antes do envio da proposta. Além disso, haveria o pagamento em dinheiro de R$ 1,29 bilhão aos acionistas.

As empresas falam que a transação está sujeita a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e foi estabelecida multa de R$ 250 milhões na hipótese de descumprimento dos acordos de exclusividade. Detalhes sobre o exercício do direito de recesso serão informados posteriormente.

O BR Partners atuou como assessor financeiro da Cia. Hering e a G5 Partners e o Santander como assessores financeiros do Grupo Soma. Machado Meyer foi o assessor legal da Cia. Hering e Mattos Filho o do Grupo Soma.

Últimas