Economia Banco BV fecha acordo para assumir fintech de crédito para energia solar

Banco BV fecha acordo para assumir fintech de crédito para energia solar

ENERGIA-SOLAR-BV:Banco BV fecha acordo para assumir fintech de crédito para energia solar

Reuters - Economia

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco BV e o Portal Solar assinaram acordo que permite à instituição financeira assumir 100% do controle da plataforma online Meu Financiamento Solar (MFS), fintech de crédito para projetos fotovoltaicos no Brasil, mantido até então pelas duas corporações desde setembro do ano passado.

Como parte do acordo anunciado nesta sexta-feira pelas duas empresas, o Portal Solar irá receber 45 milhões de reais para travar a opção de venda ao banco, uma vez obtidas as aprovações regulatórias necessárias.

O valor total da operação e o valor de venda da fintech MFS acordado entre as partes não foi revelado.

A MFS nasceu de um "spin-off" do Portal Solar e tem como atividade principal o financiamento de projetos solares em residências e empresas.

"Esse é um excelente mercado para atuar, já que une um bom produto para a conta de energia do cliente e grande potencial de crescimento ao banco, que está financiando a migração da matriz energética brasileira para fontes renováveis...", disse o diretor de Novos Negócios e Empréstimos do banco BV, Flavio Suchek, em nota.

O BV é um dos líderes de financiamento de equipamentos para geração solar, com uma carteira de crédito de 1,5 bilhão de reais no segundo trimestre, o que representa crescimento de 237% frente ao ano anterior.

O acordo ocorre em meio ao forte crescimento de projetos fotovoltaicos de geração distribuída, em telhados e pequenos terrenos, que mais que dobraram entre janeiro a maio.

"Com base nas expectativas do setor, este ritmo de crescimento deve continuar e estamos preparados para atender aos integradores com soluções financeiras que melhorem suas conversões de vendas", disse a diretora-executiva do MFS, Carolina Reis.

A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) estima um aumento da geração própria de energia solar dos atuais 6,1 gigawatts para 8,3 gigawatts, com investimentos que podem chegar a 17,2 bilhões de reais até o final deste ano.

O crescimento ocorre em momento em que o país se prepara para contar com novas regras para a microgeração distribuída, após projeto ter sido aprovado na Câmara neste mês.

A plataforma MFS conta com mais de 22 mil integradores cadastrados, sendo 600 novos a cada mês. A fintech recebe mais de 15 mil solicitações de crédito por mês totalizando uma originação de 800 milhões de reais/mês, segundo a empresa.

(Por Roberto Samora)

Últimas