Inflação

Economia BC sinaliza para elevação dos juros básicos a 12,75% ao ano em maio

BC sinaliza para elevação dos juros básicos a 12,75% ao ano em maio

Se confirmada, nova variação da Selic indicada pela ata do Copom levará os juros ao maior patamar desde abril de 2017

  • Economia | Do R7

BC mantém juros em alta para conter a inflação

BC mantém juros em alta para conter a inflação

Adriano Machado/Reuters - 29.10.2019

O BC (Banco Central) divulgou nesta terça-feira (22) a ata com as razões que motivaram a elevação da taxa básica de juros da economia brasileira a 11,75% ao ano, maior patamar em quase cinco anos.

No documento, os diretores do Copom (Comitê de Política Monetária) afirmam que o salto de 1 ponto percentual busca conter a inflação e sinaliza para uma nova alta da mesma magnitude no próximo encontro do grupo, a ser realizada na primeira semana de maio.

"O Copom enfatiza que os passos futuros da política monetária poderão ser ajustados para assegurar a convergência da inflação para suas metas, e dependerão da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação para o horizonte relevante da política monetária", aponta a ata.

A nova alta da Selic já é dada como certa também pelos analistas do mercado financeiro consultados semanalmente pelo BC. Além da elevação de 1 ponto percentual em maio, eles apostam em um avanço de mais 0.25 ponto percentual dos juros, o que levaria a taxa básica a 13% ao ano.

As decisões levam em conta que a taxa Selic é a principal ferramenta de política monetária no combate à inflação. Isso se deve ao fato de que os juros mais altos encarecem o crédito, reduzem a disposição para consumir e estimulam novas alternativas de investimento pelas famílias.

Últimas