Economia Disney adere a boicote e interrompe publicidade no Facebook

Disney adere a boicote e interrompe publicidade no Facebook

Mais de mil empresas integram a campanha, que exige da rede social uma postura mais firme contra discursos de ódio e a desinformação

  • Economia | Do R7

Disney tirou publicidade do Facebook e do Instagram

Disney tirou publicidade do Facebook e do Instagram

Reprodução/Instagram Disneyland

A companhia Walt Disney se tornou a mais recente empresa a reduzir seus gastos com publicidade no Facebook. A gigante das mídias sociais enfrenta um boicote publicitário por não ter tido pulso para lidar com discursos de ódio e conteúdo polêmico. A informação foi divulgada pelo jornal The Wall Street Journal no sábado (18).

A Disney se une a outras empresas como Starbucks, Ford, Unilever, Adidas e outras que cancelaram seus contratos com a rede social.

A Disney, diz o jornal, não fez um anúncio público de que estava boicotando o Facebook, mas mudou os planos de publicidade em silêncio, retirando investimentos no Facebook.

A Disney interrompeu a publicidade de seu serviço de streaming (Disney +) no Facebook e os anúncios no Instagram, outra rede social do grupo Facebook.

Mais de mil anunciantes aderiram à campanha "Parem o Lucro pelo Ódio" (#StopHateForProfit), organizado por grupos de justiça social que incluem a Liga Antidifamação e o Imprensa Livre. O movimento tem como objetivo pressionar o Facebook a tomar medidas concretas para impedir o avanço de discursos que incentivam o ódio e a desinformação.

Últimas