Economia Dólar atinge R$ 4,21 e pode fechar o dia com recorde histórico

Dólar atinge R$ 4,21 e pode fechar o dia com recorde histórico

Em alta também em outros mercados emergentes, moeda norte-americana disparou em meio às incertezas do cenário político brasileiro

Histórico

Nas casa de câmbio dólar é vendido acima de R$ 4,30

Nas casa de câmbio dólar é vendido acima de R$ 4,30

Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo

O dólar comercial atingiu o patamar de R$ 4,21 às 12h44 desta quinta-feira (30), caminhando para fechar o dia no maior valor desde a criação do Plano Real — a cotação mais alta foi em janeiro de 2016: R$ 4,1655.

Em outras ocasiões, o dólar já havia superado a marca de R$ 4,17, porém, encerrou o dia em valor menor que esse. Portanto, o valor de fechamento do dólar nesta quinta-feira é que será determinante para um eventual novo recorde.

Em alta também em outros mercados emergentes, o dólar no Brasil tem outra influência: o cenário eleitoral. A incerteza sobre quem será o próximo presidente tem deixado os investidores mais cautelosos nas últimas semanas.

Em algumas casas de câmbio, o dólar turismo era vendido acima de R$ 4,30 na manhã de hoje. 

Na opinião de analistas, até as eleições, ainda poderá haver mais alta do dólar. 

O Banco Central anunciou um leilão de swaps cambiais, equivalentes à venda futura de dólares, no valor de US$ 1,5 bilhão. De acordo com a instituição, "as intervenções visam prover liquidez e garantir o bom funcionamento do mercado cambial".

    Access log