Economia Dólar sobe pelo terceiro dia consecutivo e vale R$ 5,35

Dólar sobe pelo terceiro dia consecutivo e vale R$ 5,35

Alta de 0,78% da moeda norte-americana ocorreu com receios fiscais em meio ao agravamento da pandemia

Reuters
Dólar marcou R$ 5,2429 na mínima da sessão

Dólar marcou R$ 5,2429 na mínima da sessão

Rick Wilking/Reuters

O dólar fechou em alta nesta terça-feira (19), com o real destoando de outras moedas e mostrando o pior desempenho global nesta sessão, à medida que investidores colocaram nos preços receios fiscais em meio ao agravamento da pandemia.

Na sessão, a moeda norte-americana negociada no mercado à vista subiu 0,78%, a R$ 5,3461 na venda. Na mínima do dia, a cotação cedeu 1,17%, a R$ 5,2429. No exterior, o índice do dólar frente a uma cesta de moedas caía 0,28%.

A escalada dos casos de covid-19 e a elevação do tom político decorrente voltaram a alimentar no mercado especulações sobre gastos renovados para debelar um enfraquecimento da economia, oriundo em parte do fim do auxílio emergencial.

Notícias desta terça-feira apontaram que o Ministério da Economia tem sentido a pressão por mais despesas no governo, e a queda de popularidade do presidente Jair Bolsonaro é vista como um fator a endossar essa percepção, já que deixaria o governo mais propenso a propor novas medidas de auxílio.

"Esperamos que o governo comece com medidas com impacto fiscal neutro... embora medidas com impacto fiscal também sejam provavelmente introduzidas, esperamos que sejam menores em tamanho e duração do que no ano passado", disseram em nota Gustavo Arruda e Samuel Castro, do BNP Paribas. O banco piorou a projeção para déficit primário em 2021, de 3% do PIB para 4,5%.

Últimas