Inflação

Economia Expectativa de inflação para 2023 volta a subir e encosta em 6%

Expectativa de inflação para 2023 volta a subir e encosta em 6%

Nova projeção do mercado financeiro mostra que IPCA subirá 5,96% e vai estourar o teto da meta pelo terceiro ano seguido

  • Economia | Do R7

Puxada pelos gastos com educação, inflação de fevereiro superou as expectativas

Puxada pelos gastos com educação, inflação de fevereiro superou as expectativas

Edu Garcia/R7 - 10.01.2023

A inflação acima das expectativas do mercado financeiro em fevereiro, puxada pelos gastos com educação, fez os analistas elevarem suas projeções de alta dos preços ao final deste ano, de acordo com informações publicadas nesta segunda-feira (13) pelo BC (Banco Central)

A previsão atual feita a partir de estimativas apresentadas pelo mercado financeiro é de que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) encerre o ano em 5,96%, ante alta prevista de 5,9% nas últimas duas semanas.

A nova expectativa mostra um distanciamento da inflação oficial da meta estabelecida pelo governo para o período, de 3,25%, com margem de tolerância de 1,5 ponto (de 1,75% para 4,75%).

Para este mês de março, a previsão é de alta dos preços foi mantida em 0,7%. Já em abril e maio, os analistas preveem avanços de 0,61% e 0,4% do índice oficial de preços, altas também similares às calculadas na última semana.

Para 2024 e 2025, as projeções para o índice oficial de preços do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) permanecem estáveis em 4,02% e 3,8%, respectivamente. Já as taxas para 2026 foram elevadas pela quarta semana, de 3,77% para 3,79%.

Com as novas projeções, a aposta na cotação do dólar segue em R$ 5,25. Para os preços administrados, como energia e combustíveis e planos de saúde, a expectativa subiu pela 15% semana seguida e passou para uma alta de 9,13% neste ano.

Últimas