Economia Guedes afirma que cotação do dólar deve 'descer bem mais'

Guedes afirma que cotação do dólar deve 'descer bem mais'

Ministro comentou queda abaixo do patamar de R$ 5 e disse que ponto de equilíbrio esperado pelo governo é ainda inferior

  • Economia | Do R7

O ministro da Economia, Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes

Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (23) que o patamar de equilíbrio do câmbio esperado pelo governo é "bem abaixo" do atual e que haverá novas quedas na cotação. A afirmação e dá um dia após o dólar fechar a R$ 4,96 na terça-feira, primeiro valor abaixo de R$ 5 em mais de um ano. O ministro participou de live com representantes da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

"O equilíbrio possivelmente é bem abaixo do que está. Chegou aí a R$5,50, R$5,70, R$5,80, e possivelmente é bem abaixo, bem abaixo do patamar atual, que pela primeira vez está furando 5 para baixo", disse. Ele não detalhou qual o patamar esperado pelo governo.

Guedes avaliou que as novas quedas se darão conforme o avanço da percepção de que a política econômica é consistente. "Acho que vai descer bem mais na medida em que todo mundo perceber que a política é consistente, é coerente", afirmou.

Na live, o ministro também disse que o auxílio emergencial deverá ser prorrogado nesta semana, em três novas parcelas, pelo presidente Jair Bolsonaro.

Últimas