Economia Guedes diz que encargo sobre a folha de pagamento é 'pior imposto'

Guedes diz que encargo sobre a folha de pagamento é 'pior imposto'

Ministro afirma que a percepção foi evidenciada com a identificação de 38 milhões de informais durante a pandemia

  • Economia | Do R7

Regime é “arma de destruição em massa de empregos”

Regime é “arma de destruição em massa de empregos”

Marcelo Camargo/Agência Brasil - 22.07.2021

O ministro da Economia, Paulo Guedes, classificou nesta sexta-feira (20) os encargos sobre a folha de pagamento dos trabalhadores como "o pior imposto do mundo', a frente do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

De acordo com Guedes, a constatação foi observada justamente durante a pandemia do novo coronavírus. "Na hora que todos ficaram travados em casa devido ao distanciamento social, descobrimos que existia 38 milhões de brasileiros ignorados, os invisíveis, que tinham que sair de manhã e voltar com a comida a noite", destacou.

Durante participação em audiência sobre a reforma tributária no Senado, Guedes calcula que a sinalização do alto volume de profissionais informais indicou para um regime trabalhista que é uma “arma de destruição em massa de empregos”.

Atualmente, a desoneração da folha de pagamentos contempla os 17 setores da economia que mais empregam no Brasil. O benefício concedido ainda na gestão Dilma Rousseff como parte das medidas de resposta à crise de 2008.

Últimas