Economia Ibovespa sobe e se reaproxima dos 80 mil pontos; dólar cai a R$ 5,14

Ibovespa sobe e se reaproxima dos 80 mil pontos; dólar cai a R$ 5,14

Real figurou nesta quarta-feira entre as moedas de melhor desempenho no mundo em sessão positiva em mercados de risco

  • Economia | Do R7

Ibovespa marcou 79.058,13 pontos na máxima do dia

Ibovespa marcou 79.058,13 pontos na máxima do dia

Wikimedia Commons

O Ibovespa fechou em alta de quase 3% nesta quarta-feira (8), na terceira sessão consecutiva no azul, embalado principalmente pela sinalização do banco central norte-americano na parte da tarde de que não economizará recursos para atenuar os efeitos da crise econômica em razão da pandemia de covid-19.

Na sessão, o índice de referência do mercado acionário brasileiro 2,97%, a 78.624,62 pontos após se reaproximar dos 80 mil pontos na máxima do dia, quando marcou 79.058,13 pontos. O volume financeiro do pregão somou R$ 18,2 bilhões.

Leia mais: BC vendeu US$ 10 bi em março para conter efeitos do coronavírus

Notícias mais positivas no sentido de um aguardado acordo para o corte da produção do petróleo pelos principais produtores da commodity também animaram os mercados, com o contrato Brent fechando em alta de mais de 3% e o WTI disparando 6,2%, o que se refletiu na forte valorização das ações da Petrobras.

Dólar

O dólar, por sua vez, teve firme queda de mais de 1,6%, com o real entre as divisas de melhor desempenho no mundo numa sessão positiva em mercados de risco de forma geral.

Ao final da sessão, a moeda norte-americana à vista caiu 1,63%, a R$ 5,1432 na venda. Na mínima do dia, a cotação desceu a R$ 5,1394 reais (-1,7%).

Durante o dia, o real revezava com o peso chileno o posto de moeda com melhor desempenho nesta sessão, entre 34 pares do dólar.

O mercado reagiu à combinação entre oferta líquida de dólares pelo Banco Central do Brasil — junto a sinalização do BC de atuações no mercado quando necessário—, indicação pelo banco central dos EUA de que o juro por lá tende a permanecer baixo e decisão do senador norte-americano Bernie Sanders de suspender a campanha pela indicação presidencial democrata para as eleições deste ano.

Últimas