Economia Petrobras eleva em 7% preços do gás natural para distribuidoras

Petrobras eleva em 7% preços do gás natural para distribuidoras

Reajuste será aplicado a partir de 1º de agosto. Cálculo considerou como referência a cotação dos meses de abril, maio e junho

Segundo a Petrobras, aumento do gás natural se deve às fórmulas negociadas nos contratos de fornecimento

Segundo a Petrobras, aumento do gás natural se deve às fórmulas negociadas nos contratos de fornecimento

REUTERS/Caetano Barreira

A Petrobras informou nesta terça-feira (6) que, de acordo com os contratos em vigor, ajustará a partir de 1º de agosto em 7% os preços de venda de gás natural para as distribuidoras em R$/m³. Segundo a empresa, o aumento se deve as fórmulas negociadas nos contratos de fornecimento, que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio.

O cálculo, acrescenta a empresa em comunicado ao mercado, considerou como referência a cotação dos meses de abril, maio e junho. Durante esse período, o petróleo subiu 13% e o real valorizou aproximadamente 4% em relação ao dólar. O ajuste dos contratos são trimestrais, acrescenta a estatal.

O preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, observa a estatal, mas também pelas margens das distribuidoras (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais. Aliado a isso, o processo de aprovação das tarifas é realizado pelas agências reguladoras estaduais, conforme legislação e regulação específicas.

Últimas