Economia Preço médio do m² construído no Brasil está em R$ 7.174

Preço médio do m² construído no Brasil está em R$ 7.174

Índice FipeZap aponta Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Balneário Camboriú como os locais mais caros para comprar imóveis no país

FipeZap

Apartamento de 65 m² no Brasil sai por, em média, R$ 466 mil

Apartamento de 65 m² no Brasil sai por, em média, R$ 466 mil

Eduardo Valente/FramePhoto/Folhapress

O preço médio de venda de imóveis no Brasil ficou 0,13% mais caro em janeiro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (8), pelo Índice FipeZap, que foi expandido e agora monitora 50 cidades. Com a valorização, o valor médio do metro quadrado construído no país aparece fixado em R$ 7.174.

Em dezembro, no último levantamento realizado com 20 cidades, o preço médio cobrado pelo espaço mínimo de terra construído era de R$ 7.528.

A alta do índice expandido nos permite afirmar que um imóvel considerado padrão, de 65 m² e com até dois dormitórios, sai por cerca de R$ 466 mil no território nacional.

Leia também: Mercado imobiliário vive melhor momento desde maio de 2015

Caso a inflação oficial de 0,38% esperada pelos economistas consultados semanalmente pelo Banco Central para janeiro seja confirmada, o preço médio de venda de imóveis no país encerrará o mês com queda real de 0,25%.

Cidades

Na lista das cidades pesquisadas, surge um destino muito procurado por turistas e investidores: Balneário Camboriú (SC), que tem o quarto m² mais caro do país, atrás apenas do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Brasília (DF), que tradicionalmente ocupam o topo do ranking.

Entre as 14 cidades do Sul do país que são analisadas, Balneário Camboriú registrou em janeiro o preço mais alto do m²: R$ 7.120.

Rio de Janeiro se mantém no topo da lista, com o m² a R$ 9.474, em média.

A capital paulista tem o segundo preço mais elevado: R$ 8.831. Em Brasília, o valor médio pago é de R$ 7.243. Essas três capitais ficaram acima da média do índice, de R$ 7.174.

Leia também: Saiba como usar o FGTS para a compra da casa própria

Florianópolis tem o m² mais caros entre as capitais do Sul: R$ 6.605; seguida de Curitiba (PR), R$ 6.183; e de Porto Alegre, R$ 5.867.

No Nordeste, o m² é mais caro em Recife (PE): R$ 5.869. Em Fortaleza (CE), o valor médio é de R$ 5.849. Já em Salvador (BA), R$ 5.012.

Os municípios onde é mais barato adquirir um imóvel são Betim (MG), onde o m² custa em média R$ 3.072; São José dos Pinhais (PR), R$ 3.361; e Contagem (MG), 3.472.

12 meses

Na análise acumulada dos últimos 12 meses, os dados do índice apontam para um ligeiro recuo nominal no preço do metro quadrado construído. No entanto, ao descontar a inflação oficial de 3,76% estimada para o período, o preço médio da casa própria no país registra queda real de 3,68%.

As cidades de Joinville (SC) e Santa Maria (RS) foram as que registraram as maiores altas do preço do m² em 12 meses: 6,25% e 5,25%, respectivamente.

Em Niterói (RJ), o valor médio do m² caiu 4,02%, sendo a maior queda registrada pelo índice. Em seguida, aparece a cidade paulista de São Vicente  (-3,48%).