Economia 'Preservamos um terço dos empregos no Brasil', afirma Guedes

'Preservamos um terço dos empregos no Brasil', afirma Guedes

Ministro da Economia comemorou o resultado “extraordinariamente bem-sucedido” do programa para preservar emprego e renda dos trabalhadores

  • Economia | Do R7

"O Brasil realmente está voltando em V", disse Guedes

"O Brasil realmente está voltando em V", disse Guedes

Alan Santos/PR - 19.08.2020

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (30) que as políticas econômicas adotadas pelo governo federal preservaram quase 11 milhões de empregos formais no Brasil. “Quase um terço da carteira assinada foi preservada, com as renovações de 18 milhões de contratos de trabalho”, destacou.

Em coletiva para comentar os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), Guedes avaliou que o BEm, programa emergencial para preservar emprego e renda do trabalhador formal, foi um programa “extraordinariamente bem-sucedido”.

Ele também comemorou a abertura de quase 250 mil postos com carteira assinada no melhor mês de agosto desde 2010. “O Brasil realmente está voltando em V. Nós tivemos um aumento de geração de empregos em todos os setores da economia”, disse ele.

Para Guedes, a economia brasileira já superou a fase em que estava "tentando manter os sinais vitais", quando a agricultura e os transportes estavam funcionando e o auxílio emergencial protegendo a população mais carente.

De acordo com o ministro, o governo está fazendo seu trabalho e é apoiado pelo Congresso Nacional. "Agora voltamos para os nossos programas iniciais", disse Guedes ao lamentar a interrupção dos avanços devido à chegada da pandemia do novo coronavírus.

"Nós voltamos aos trilhos", disse ao confirmar o andamento das reformas estruturais e privatizações. "Temos que seguir com as reformas e pautar toda essa transformação que queremos fazer. A retomada do crescimento vem pela aceleração dos investimentos em cabotagem, infraestrutura, logística, setor elétrico e as privatizações", pontuou.

Últimas