Economia Receita agora espera 34 milhões de declarações até o fim do dia

Receita agora espera 34 milhões de declarações até o fim do dia

Expectativa é que 3 milhões de brasileiros prestem contas ao Fisco no último dia do prazo; 1,7 milhão já estão na malha fina

  • Economia | Do R7

O secretário da Receita, José Barroso Tostes, durante coletiva sobre o Imposto de Renda 2021

O secretário da Receita, José Barroso Tostes, durante coletiva sobre o Imposto de Renda 2021

Reprodução

Após atingir a meta de 32 milhões de declarações de Imposto de Renda 2021, a Receita Federal revisou para cima a expectativa de recebimento dos documentos até 23h59 desta segunda-feira (31), quando ocorrerá o encerramento do prazo. A meta foi alcançada por volta de 15h, quando 32.005.472 declarações tinham sido entregues. Até o final do dia, a Receita espera receber, no total, 34.089.712 declarações.

Os dados apresentados pela Receita durante entrevista coletiva realizada no final da tarde desta segunda-feira (31) deixam claro que muitos brasileiros deixaram a entrega da declaração para a última hora. Com uma média de envio de 200 mil a 250 mil documentos por hora, a projeção do Fisco é que pouco mais de 3 milhões de pessoas entreguem a declaração neste último dia. É uma média similar à de anos anteriores. Apesar do pico de entregas, segundo Gileno Gurjão, presidente do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados), não está havendo instabilidade no sistema.

De acordo com José Carlos Fonseca, supervisor do Programa do IR, até o momento há 1.778.523 declarações em situação de malha fina. "O índice de retenção está dentro da normalidade", disse. Segundo Fonseca, esse número deve cair pela metade até o pagamento do último lote de restituição, no final de setembro, por meio de retificações feitas pelos próprios contribuintes. Já foram retificadas 2.949.343 declarações.

Ainda segundo Fonseca, o envio de declarações por canais alternativos deu um salto neste ano. O total de documentos entregues por celular ou tablet aumentou de 1.156.752, em 2020, para 1.343.863 em 2021. O número de declarações enviadas pelo Centro de Atendimento Virtual da Receita (e-CAC), que permite o preenchimento diretamente pela internet, sem necessidade de baixar o programa gerador, passou de 91.572, em 2020, para 288.730 em 2021.

Pré-preenchida

O secretário da Receita, Jose Barroso Tostes, destacou o fato de, neste ano, a Receita ter ampliado a possibilidade de uso da declaração pré-preenchida. "Essa declaração é feita a partir de um conjunto de informações que a Receita já tem e que são utilizadas para elaborar uma espécie de rascunho", explicou. "Este ano, além dos contribuintes com certificado digital, também teve acesso à facilidade quem utiliza as contas gov.br", disse. O total de declarações pré-preenchidas transmitidas até as 17h desta segunda-feira (31) somou 268.258, cerca de 20 mil a mais que o enviado em todo o ano passado (248.125).

Tostes lembrou que quem perder o prazo estabelecido pela Receita para a entrega da declaração estará sujeito ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Restituição

O primeiro lote de restituição do IRPF 2021 está disponível para consulta desde a última segunda-feira (24) e o pagamento foi liberado hoje. Para saber se teve a declaração liberada, é preciso acessar a página da Receita Federal na internet.

Confira, a seguir, o calendário das restituições:

1.º lote: 31 de maio de 2021
2.º lote: 30 de junho de 2021
3.º lote: 30 de julho de 2021
4.º lote: 31 de agosto de 2021
5.º lote: 30 de setembro de 2021

Arte/R7

Últimas