Economia Salário médio dos brasileiros fecha o primeiro trimestre em R$ 2.880

Salário médio dos brasileiros fecha o primeiro trimestre em R$ 2.880

Rendimento recebido pelos trabalhadores aumentou 7,4% em um ano e 0,66% ante o trimestre encerrado em dezembro, diz IBGE

  • Economia | Do R7

Massa de rendimento real habitual subiu para 277,2 bilhões

Massa de rendimento real habitual subiu para 277,2 bilhões

ADRIANA TOFFETTI/ATO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO-17/02/2023

O aumento da taxa de desemprego não impediu a evolução do salário médio recebido pelos brasileiros no fim do primeiro trimestre de 2023. De acordo com dados revelados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (28), a remuneração média dos trabalhadores cresceu 0,66% na comparação com os três meses anteriores e alcançou R$ 2.880.

Com a manutenção da trajetória de alta do rendimento real habitual, a remuneração recebida no país está 7,4% maior que a observada há um ano (R$ 2.682), mostram os dados da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua).

A evolução apresentada faz com que a massa de rendimento real habitual paga aos trabalhadores encerre o trimestre em R$ 277,2 bilhões. O valor corresponde a uma estabilidade na comparação com o trimestre anterior e um salto de 10,8% na comparação anual.

Entre os setores de atividade, houve aumento dos salários pagos apenas nos ramos de alojamento e alimentação e serviços domésticos, com altas de, respectivamente, R$ 107 e R$ 28 na remuneração média dos profissionais.

Já na comparação com o trimestre de janeiro a março de 2022, os destaques foram os setores de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (+7,7%, ou mais R$ 296), administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (+6,2%, ou mais R$ 236) e outros serviços (+10,7%, ou mais R$ 219).

Últimas