Economia Sudeste lidera número de motoristas que recebem auxílio taxista

Sudeste lidera número de motoristas que recebem auxílio taxista

Em relação aos municípios, o Rio de Janeiro foi o que mais teve taxistas beneficiados pelo programa, com 42.740

  • Economia | Do R7

Ao todo, 245.213 motoristas de táxi de todo o Brasil começaram a receber o auxílio

Ao todo, 245.213 motoristas de táxi de todo o Brasil começaram a receber o auxílio

EVANDRO LEAL/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO-19/07/2022

O Ministério do Trabalho e Previdência divulgou nesta quarta-feira (17) o balanço por estados  do número de taxistas que recebem o pagamento nesta primeira fase do BEm-Taxista (Benefício Emergencial aos Motoristas de Táxi). Ao todo, 245.213 motoristas de táxi de todo o Brasil recebem o auxílio, que teve início nesta terça-feira (16).

As parcelas de R$ 1.000 serão creditadas em conta poupança digital até dezembro. Mas, neste mês, eles recebem a de julho e a de agosto juntas, ou seja, R$ 2.000.

A Região Sudeste registrou o maior número de motoristas habilitados, com o total de 135.361 taxistas que recebem na primeira fase. Destaque para os estados de São Paulo, com 55.473 motoristas; Rio de Janeiro, com 51.798; e Minas Gerais, com 25.070. Somente esses três estados representam mais de 50% dos benefícios pagos.

Em relação aos municípios, o Rio de Janeiro foi o que mais teve taxistas beneficiados, com 42.740. Em seguida vêm São Paulo (37.417), Belo Horizonte (8.295), Fortaleza (7.270), Salvador (6.425) e Recife (4.578).

Segundo lote

Um segundo lote de pagamento aos taxistas está previsto para o dia 30 de agosto. O sistema esteve aberto até a última segunda-feira (15) para registro dos profissionais pelos entes municipais. Aqueles que tiveram as informações enviadas e que atenderem aos critérios para recebimento do benefício poderão receber as duas parcelas (referentes aos meses de julho e agosto).

Pagamento

Os valores serão creditados em conta poupança social digital aberta automaticamente pela Caixa em nome dos beneficiários, com movimentação pelo aplicativo Caixa Tem. Não há necessidade de cadastro ou de envio de dados de conta para o depósito.

Caso o beneficiário não movimente a conta em até 90 dias, os recursos ora depositados serão recolhidos ao Tesouro Nacional.

Prazo final

A data-limite para as prefeituras enviarem os cadastros com o nome dos motoristas será 11 de setembro. 

O valor e o total de parcelas do benefício poderão ser ajustados de acordo com o número de beneficiários cadastrados, respeitando o limite global disponível para o pagamento do auxílio, previsto na Emenda Constitucional.

Calendário do Benefício Taxista


• 1ª parcela – 16/8 (para cadastros enviados até 2/8)
• 2ª parcela – 16/8 (para cadastros enviados até 2/8)

• 1ª parcela – 30/8 (para cadastros enviados até 15/8)
• 2ª parcela – 30/8 (para cadastros enviados até 15/8)

• Demais parcelas – setembro a dezembro (datas ainda não divulgadas)

• Prefeituras têm até 11 de setembro para enviar cadastros

Outros benefícios


O Benefício Taxista faz parte da PEC (proposta de emenda à Constituição) dos Benefícios Sociais, promulgada em julho pelo Congresso Nacional. A medida autoriza o governo federal a gastar R$ 41,2 bilhões para conceder benefícios sociais apenas até o fim do ano, com início do pagamento a alguns meses das eleições.

A medida autorizou também o Benefício Caminhoneiro, o reajuste do Auxílio Gás, o aumento das parcelas do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 até o fim do ano e a ampliação do número de beneficiários.

Últimas