Educação 42% dos novos alunos da Unicamp vieram da rede pública

42% dos novos alunos da Unicamp vieram da rede pública

Resultados foram divulgados pela Comvest e também mostram que 30% dos matriculados se autodeclararam pretos e pardos

  • Educação | Do R7

Dados consideram as modalidades Vestibular Unicamp, Vagas Olímpicas e Enem Unicamp

Dados consideram as modalidades Vestibular Unicamp, Vagas Olímpicas e Enem Unicamp

Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Após a realização do processo seletivo 2022 da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), a instituição de ensino registrou um percentual de 42,1% de estudantes vindos de escola pública e 30% de matriculados autodeclarados pretos e pardos.

Os resultados foram divulgados pela Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp). No ano anterior, esses percentuais haviam sido de 45,7% e 29%, respectivamente.

Ainda de acordo com os dados apresentados, com relação aos candidatos isentos do pagamento da taxa de inscrição, que apresentaram um perfil de vulnerabilidade socioeconômica, o índice de matriculados ficou em 13%, contra 16,8% no ano passado. Os dados consideram as modalidades Vestibular Unicamp, Vagas Olímpicas e Enem Unicamp. 

As matrículas do Vestibular Indígena, cuja prova foi aplicada no dia 27 de março, ocorreram entre abril e maio. Considerando-se as 123 vagas que serão preenchidas, o índice de estudantes de escolas públicas matriculados na Unicamp em 2022 deve chegar a 44,3%, já que todos os candidatos desta modalidade têm esse perfil.

Já nos cursos mais concorridos do processo seletivo da universidade, os percentuais ficaram da seguinte forma: em ciências biológicas, o índice chegou a 62,8% entre ingressantes no noturno. No curso de arquitetura e urbanismo, o percentual foi de 56,7%, o mesmo registrado em comunicação social-midialogia. E em enfermagem o percentual foi de 50%.

Últimas