Educação 7 em cada 10 estudantes da rede privada optaram pela EAD, indica Censo da Educação Superior

7 em cada 10 estudantes da rede privada optaram pela EAD, indica Censo da Educação Superior

Dados divulgados nesta sexta (4) revelaram a expansão da modalidade com um crescimento de 474% nos últimos dez anos

  • Educação | Alex Gonçalves, do R7*

Resumindo a Notícia

  • Dados foram apresentados em coletiva de imprensa do Censo da Educação Superior 2021
  • Em 2021, foram mais de 3,7 milhões de matriculados em cursos EAD (41,4%)
  • Modalidade EAD representou 70% no número de estudantes ingressos na rede privada
  • No total, quase 4 milhões de alunos ingressaram em cursos de graduação online e presencial
Em 2021, foram mais de 3,7 milhões de matriculados em cursos EAD, revelou Censo

Em 2021, foram mais de 3,7 milhões de matriculados em cursos EAD, revelou Censo

Divulgação/MCTIC

Em 2021, a modalidade EAD (Educação a Distância) nos cursos de graduação representou cerca de 70% do número de estudantes da rede privada (2.434.952), quantidade maior do que o número de alunos da rede pública (42.422), equivalente a 8,6% em 2021. Os números revelaram a expansão da modalidade de ensino, que teve um crescimento de 474% nos últimos dez anos. 

Os dados do Censo da Educação Superior 2021 foram apresentados durante a coletiva de imprensa por Carlos Eduardo Moreno Sampaio, presidente substituto do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa) e pelo secretário da Educação Superior do MEC (Ministério da Educação), Wagner Vilas Boas. 

Se, em 2011, os ingressos por meio do EAD correspondiam a 18,4% do total, em 2021, esse percentual chegou a 62,8%.

Números do Censo da Educação Superior 2021:

- Havia 2.574 instituições de educação superior no Brasil em 2021, das quais 76,9% eram faculdades, sendo 2.261 privadas e 313 públicas;
- A rede privada ofertou 96,4% das vagas. Já a rede pública foi responsável por 3,6% das ofertas;
- Em 2021, foram mais de 3,7 milhões de matriculados em cursos EAD (41,4%) e mais de 8,9 milhões de estudantes matriculados no ensino superior somadas as modalidades EAD e presencial;
- Em 2021, 43.085 cursos de graduação e 17 cursos sequenciais eram ofertados nas instituições de ensino superior no país;
- Em 2021, quase 4 milhões de alunos ingressaram em cursos de graduação. Desse total, 87,5%, em instituições privadas;
- O curso tecnológico foi o grau acadêmico com maior aumento no número de ingressos em 2021 em relação a 2020. 54,8% dos ingressos ocorreram em cursos de bacharelado;
- Em 2021, mais de 1,3 milhão de estudantes concluiu cursos de graduação.

Sampaio ainda avalia haver aspectos positivos na expansão do ensino a distância, como o aumento no número de alunos em cursos de graduação e a possibilidade de a educação superior ser cursada em todo o território nacional. Outro apontamento feito por ele diz respeito à formação de docentes, por meio das licenciaturas. Do total de 1.648.328 matrículas desse tipo de curso, em 2021, 35,6% foram registradas em instituições públicas e 64,4%, em privadas. Quando o assunto é a modalidade de ensino, as matrículas em licenciaturas presenciais representavam 39%, enquanto a modalidade a distância concentrava 61% do total.

Outro ponto de destaque da coletiva foram as metas do PNE (Plano Nacional de Educação) em que um dos objetivos é elevar a escolaridade média da população de 18 a 29 anos a alcançar no mínimo 12 anos de estudo, para as populações de campo ou de regiões de menor escolaridade  no país e dos 25% mais pobres. E assim igualar a escolaridade média entre negros e não negros declarados ao IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O desafio também se dá na elevação da taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida para 33% da população de 18 a 24 anos, assegurando a qualidade de oferta para pelo menos 40% das novas matrículas no ensino público.

*Estagiário do R7 sob supervisão Karla Dunder

Últimas