Decotelli promete diálogo e gestão integrada no Ministério da Educação

Novo ministro diz que quer transformar o MEC em uma 'grande sala de aula' e que não houve pedidos para trabalhar questões ideológicas. 'Sou um gestor, não tenho competência ideológica'

O presidente Jair Bolsonaro, nomeia o professor, Carlos Alberto Decotelli da Silva para o cargo de Ministro da Educação

O presidente Jair Bolsonaro, nomeia o professor, Carlos Alberto Decotelli da Silva para o cargo de Ministro da Educação

Marcello Casal Jr/Agência Brasil - 03.07.2019

O novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, disse na tarde desta quinta-feira (25) que vai promover o diálogo e o trabalho com gestão integrada no Ministério da Educação. "Quero que o MEC seja uma grande sala de aula."

"Eu tenho essa tendência de sempre estar falando de maneira didática e pedagógica, ampliando para a gestão pública", disse Decotelli, que foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para comandar o Ministério da Educação. "Ouvir, ponderar, respeitar, analisar e prosseguir."

Leia também: Bolsonaro escolhe Carlos Alberto Decotelli novo ministro da Educação

"Eu vim para fazer o que eu sei fazer em sala de aula: conversa, gestão correção, ajuste, muito diálogo e construição de projetos para a educação", destacou. "Trabalho, trabalho, trabalho com gestão integrada."

Sem questões ideológicas

Decotelli disse que na conversa com Bolsonaro não houve nenhum pedido sobre questões ideológicas nas políticas públicas do MEC.

"Não houve nenhuma demanda, nenhuma fala sobre questão ideológica", afirmou.

"Não tenho nenhuma competência ideológica, minha formação é em gestão e finanças. Sou um gestor de finanças e administração." 

"O presidente falou aplique a ciência e a integração para entregar a menor política pública. Não tenho competência para fazer adequação ideológica."

Decotelli substitui Abraham Weintraub, que foi exonerado na semana passada após um ano e dois meses no MEC. Ele é o terceiro ministro do governo de Jair Bolsonaro. O primeiro foi Ricardo Vélez Rodrigues, que ficou menos de quatro meses no cargo.

O novo ministro é bacharel em Ciências Econômicas pela UERJ, Mestre pela FGV, Doutor pela Universidade de Rosário, Argentina e Pós-Doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha.

Lista de todos os ministros da Educação do Brasil
(em ordem cronológica decrescente)

Ministro Carlos Alberto Decotelli
Período: desde 25/06/2020

Ministro Abraham Weintraub
Período: de 09/04/2019 a 19/06/2020

Ministro Ricardo Vélez Rodrigues
Período: 01/01/2019 a 09/04/2019

Ministro Rossieli Soares da Silva
Período: 06/04/2018 a 31/12/2018

Ministro José Mendonça Bezerra Filho
Período: 12/05/2016 a 06/04/2018

Ministro Aloizio Mercadante
Período: 05/10/2015 a 11/05/2016

Ministro Renato Janine Ribeiro
Período: 06/04/2015 a 04/10/2015

Ministro Cid Gomes
Período: 02/01/2015 a 19/03/2015

Ministro Henrique Paim
Período: 03/02/2014 a 01/01/2015

Ministro Aloizio Mercadante
Período: 24/01/2012a 02/02/2014

Ministro Fernando Haddad
Período: 29/07/2005a 24/01/2012

Ministro Tarso Genro
Período: 27/01/2004 a 29/07/2005

Ministro Cristovam Buarque
Período: 01/01/2003 a 27/01/2004

Ministro Paulo Renato Souza
Período: 01/01/1995 a 01/01/2003

Ministro Murílio de Avellar Hingel
Período: 01/10/1992 a 01/01/1995

Ministro Eraldo Tinoco Melo
Período: 04/08/1992 a 01/10/1992

Ministro José Goldemberg
Período: 02/08/1991 a 04/08/1992

Ministro Carlos Alberto Chiarelli
Período: 15/03/1990 a 21/08/1991

Ministro Carlos Corrêa deMenezes Sant’anna
Período: 16/01/1989 a 14/03/1990

Ministro Hugo Napoleão doRego Neto
Período: 03/11/1987 a 16/01/1989

Ministro Aloísio Guimarães Sotero
Período: 06/10/1987 a 30/10/1987(interino)

Ministro Jorge Konder Bornhausen
Período: 14/02/1986 a 05/10/1987

Ministro Marco Antônio de Oliveira Maciel
Período: 15/03/1985 a 14/02/1986

Ministra Esther de Figueiredo Ferraz
Período: 24/08/1982 a 15/03/1985

Ministro Rubem Carlo Ludwig
Período: 27/11/1980 a 24/08/1982

Ministro Eduardo Mattos PortellaPeríodo: 15/03/1979 a 26/11/1980

Ministro Euro Brandão
Período: 30/05/1978 a 14/03/1979

Ministro Ney Aminthas de Barros Braga
Período: 15/03/1974 a 30/05/1978

Ministro Jarbas Gonçalves Passarinho
Período: 03/11/1969 a 15/03/1974

Ministro Favorino Bastos Mércio (interino)
Período: 13/12/1967 a 03/11/1969

Ministro Tarso de Morais Dutra
Período: 15/03/1967 a 05/12/1967

Ministro Guilherme Augusto Canedo de Magalhães
Período: 04/10/1966 a 17/10/1966 (interino) e Período: 21/10/1966 a 10/11/1966 (interino com substituição)

Ministro Raymundo Augusto de Castro Moniz de Aragão
Período: 30/06/1966 a 04/10/1966

Ministro Pedro Aleixo
Período: 10/01/1966 a 30/06/1966

Ministro Flávio Suplicy de Lacerda
Período: 15/04/1964 a 08/03/1965 e Período: 22/04/1965 a 10/01/1966

Ministro Luís Antônio da Gama e Silva
Período: 06/04/1964 a 15/04/1964

Ministro Júlio Furquim Sambaquy
Período: 21/10/1963 a 06/04/1964(interino)

Ministro Paulo de Tarso Santos
Período: 18/06/1963 a 21/10/1963

Ministro Theotônio Maurício Monteiro de Barros Filho
Período: 23/01/1963 a 18/06/1963

Ministro Darcy Ribeiro
Período: 18/09/1962 a 23/01/1963

Ministro Roberto Tavares de Lira
Período: 12/07/1962 a 14/09/1962

Ministro Antônio Ferreira de Oliveira Brito
Período: 08/09/1961 a 11/07/1962

Ministro Brígido Fernandes Tinoco
Periodo: 31/01/1961 a 25/08/1961

Ministro Pedro Paulo Penido
Período: 1º/07/1960 a 17/10/1960

Ministro José Pedro Ferreira da Costa (interino com substituição)
Período: 17/06/1960 a 24/06/1960

Ministro Nereu de Oliveira Ramos (interino com substituição)
Período: 03/10/1956 a 04/11/1956

Ministro Celso Teixeira Brant (interino com substituição)
Período: 30/04/1956 a 02/10/1956

Ministro Clóvis Salgado Gama
Período: 31/01/1956 a 30/04/1956

Ministro Abgar de Castro Araújo Renault
Período: 24/11/1955 a 31/01/1956

Ministro Cândido Mota Filho
Período: 02/09/1954 a 17/11/1955

Ministro Edgar Rego Santos
Período: 06/07/1954 a 02/09/1954

Ministro Antônio Balbino de Carvalho Filho
Período: 25/06/1953 a 02/07/1954

Ministro Péricles Madureira de Pinho (interino com substituição)
Período: 26/05/1953 a 24/06/1953

Ministro Ernesto Simões da Silva Freitas Filho
Período: 31/01/1951 a 25/05/1953

Ministro Pedro Calmon Muniz de Bittencourt
Período: 04/08/1950 a 31/01/1951 e Período: 18/06/1959 a 16/06/1960

Ministro Eduardo Rios Filho(interino com substituição)
Período: 15/05/1950 a 30/06/1950 e Período: 30/06/1950 a 04/08/1950

Ministro Clemente Mariani Bittencourt
Período: 06/12/1946 a 15/05/1950

Ministro Ernesto de Souza Campos
Período: 31/01/1946 a 06/12/1946

Ministro Raul Leitão da Cunha
Período: 30/10/1945 a 31/01/1946

Ministro Gustavo Capanema
Período: 23/07/1934 a 30/10/1945

Ministro Washington Pereira Pires
Período: 16/09/1932 a 23/07/1934

Ministro Belisário Augusto de Oliveira Pena(interino)
Período: 16/09/1931 a 01/12/1931

Ministro Francisco Luís da Silva Campos
Período: 06/12/1930 a 31/08/1931 e Período: 02/12/1931 a 15/09/1932