Desafio da Rasteira: ações mobilizam escolas e alunos

Depois do vídeo que viralizou, instituições de ensino aproveitam o momento para falar sobre empatia e respeito com crianças e adolescentes

Crianças participam do desafio da rasteira

Crianças participam do desafio da rasteira

Reprodução

O desafio da rasteira se tornou um pesadelo para os pais. Um vídeo mostrando  três meninos pulando ao mesmo tempo e derrubando o terceiro, que cai e bate a cabeça no chão, viralizou nas redes. A modinha, que pode até matar, também mobilizou as redes e escolas, mas de uma maneira positiva.

Leia mais: Youtuber pede desculpas por vídeo com desafio da rasteira

Nas redes sociais têm crescido o movimento #issonãoébrincadeira — uma forma de conscientizar crianças e adolescentes sobre os riscos do desafio da rasteira.

Estudantes participam de ações de empatia e respeito

Estudantes participam de ações de empatia e respeito

Reprodução

Colégios aproveitaram o vídeo para falar sobre respeito e empatia. No Salesiano Santa Teresinha os alunos dos 6º e 7º ano do ensino fundamental participam nesta sexta-feira (14) de uma roda de conversa com professores para falar sobre os riscos, mas, principalmente o cuidado com o outro.

Alunos de diferentes escolas gravaram vídeos mostrando que a nova modinha não é divertida, como as crianças do Centro Educacional da Lagoa, no Rio: