Educação Doutoranda brasileira ganha prêmio de química inédito nos Estados Unidos 

Doutoranda brasileira ganha prêmio de química inédito nos Estados Unidos 

Livia Eberlin se tornou pioneira em técnica realizada no hospital da Harvard Medical School

Livia recebe prêmio nos Estados Unidos

Livia recebe prêmio nos Estados Unidos

Divulgação/ Unicamp

Livia Eberlin, graduada pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), foi premiada este ano como autora da melhor tese em química dos Estados Unidos.

Essa foi a primeira vez que um brasileiro recebeu o chamado Nobel Laureate Signature Award 2014. O prêmio é bastante cobiçado na área e traz a assinatura de todos os ganhadores do Nobel de química.

Livia iniciou sua pesquisa ainda durante a graduação no Instituto de Química da Unicamp. Depois, foi aceita como doutoranda na Universidade de Purdue, no Estado de Indiana, região Norte dos EUA.

Leia mais sobre Educação no R7 

A pesquisadora se tornou especialista na operação de um equipamento que identifica marcadores químicos (moléculas) de tumores no cérebro. Quando manuesado, o instrumento cria imagens dos limites de tumores cerebrais para melhor guiar o bisturi dos médicos durante cirurgias. 

Livia passou a operar o equipamento no hospital da Harvard Medical School (Escola de Medicina de Harvard). Em março, ela recebeu o Nobel Laureate Signature Award 2014, durante o Congresso da Sociedade Americana de Química.

O reconhecimento veio devido ao fato de a doutoranda brasileira ter sido a primeira pesquisadora a desenvolver e a utilizar a técnica em uma sala de cirurgia nos EUA. Toda a pesquisa está descrita em sua tese de doutorado.

— No futuro, eu vejo essa técnica sendo utilizada em todos os hospitais, em todas as cirurgias de cânceres, diz a brasileira.

Últimas