Educação Estudante de escola pública conquista o prêmio HarvardBook Prize 2022

Estudante de escola pública conquista o prêmio HarvardBook Prize 2022

Tais Giaretta, aluna do curso de Design de Interiores da Etec, compartilhou sua história de vida e conquistou o segundo lugar na competição

  • Educação | Karla Dunder, do R7

Estudante da Etec. Tais Giaretta, conquistou o segundo lugar no Harvard Book Prize 2022

Estudante da Etec. Tais Giaretta, conquistou o segundo lugar no Harvard Book Prize 2022

Arquivo Pessoal

Tais Giaretta, 17 anos, aluna do curso de Design de Interiores na Etec (Escola Técnica de São Paulo) Carlos de Campos, na capital paulista, compartilhou sua história de vida e conquistou o segundo lugar no  HarvardBook Prize 2022 entre os alunos de escolas públicas.

A competição internacional é organizada pelo Harvard Alumni Club of Brazil, associação de ex-alunos da Universidade de Harvard no Brasil e esta foi a primeira edição realizada no país. Participaram 34 escolas, 26 particulares e oito públicas. Ao todo, foram necessários 22 professores voluntários para revisar as 103 redações recebidas.

"Tínhamos três opções de tema e escolhi falar sobre um momento marcante da minha vida, contei a minha experiência como bailarina no Theatro Municipal de São Paulo até o dia que me machuquei e tive de parar de dançar", conta a estudante. Durante a recuperação, Tais usava a pintura para superar a tristeza daquele momento.

A história, que rendeu o segundo lugar no prêmio, deve impulsionar o currículo da estudante e ajudar a realizar um sonho: estudar nos Estados Unidos. O desenho, que começou como uma distração, se transformou em um hobby e, em breve, será o início de carreira. "Gosto muito da parte criativa do design, mas pretendo estudar artes em uma universidade fora do Brasil e trabalhar com animação."

Durante a pandemia, em 2020, Tais decidiu que vai cursar uma universidade no exterior e tem se preparado para conquistar uma vaga e, se possível, uma bolsa de estudos. "Desenvolvi o inglês — a redação premiada foi escrita no idioma — também tenho desenvolvido atividades extracurriculares, que contam muito para conquistar uma vaga em uma boa universidade, já fiz cursos de iniciação ao desenho e pintura a óleo em uma universidade de São Francisco, o que deve contar pontos no meu currículo", diz. "Tenho certeza que esse prêmio também irá contribuir nesse processo."

Últimas