Educação Jovem é aprovado em 28 universidades nos EUA por jogar Fortnite

Jovem é aprovado em 28 universidades nos EUA por jogar Fortnite

Matheus Guimarães optou por cursar ciência da computação na Oklahoma Christian University e faz vaquinha para realizar seu sonho

  • Educação | Alex Gonçalves, do R7*

Matheus Guimarães Montenegro conquistou bolsa de estudos de 75%

Matheus Guimarães Montenegro conquistou bolsa de estudos de 75%

Divulgação/ Arquivo Pessoal

Matheus Guimarães Montenegro, 20 anos, mora em São Vicente, no litoral de São Paulo. Apaixonado por jogos online, ele foi aprovado em 28 universidades dos Estados Unidos por uma habilidade um tanto diferente — atleta de e-sports (competições de jogos virtuais disputadas por competidores profissionais), é um craque em Fortnite.

Diante das opções, ele escolheu estudar na Oklahoma Christian University por ter uma bolsa de 75% para o curso de ciência da computação. Para completar o restante do valor e poder realizar seu sonho, Matheus criou uma vaquinha online com a meta de obter R$ 84.165, que tem de ser alcançada até o dia 30 de julho para custear o primeiro semestre de estudos, que se inicia já no dia 1º de agosto.

"É incrível pensar que comecei a jogar Fortnite apenas por diversão e juntei isso com um antigo sonho", diz. "Se eu soubesse antes que uma faculdade oferecia bolsas esportivas e acadêmicas, já teria tentado antes."

Matheus também conta que no início foi mal compreendido por amigos e familiares pelo fato de os jogos online não serem levados a sério. "Acho que em algum momento já fui julgado pela minha família ou por desconhecidos por passar muito tempo atrás da tela do computador, mas eles não tinham o conhecimento que eu tinha. Hoje em dia, minha família me apoia de todas as formas possíveis, e eu sou muito grato a ela."

A paixão pelos e-sports surgiu após o ensino médio, quando descobriu que poderia uni-la às habilidades acadêmicas. Tudo começou quando montou um computador gamer para jogar online. A empreitada levou muitas horas e exigiu muita determinação. Também foi um divisor de águas. "Meu interesse por computação e pela indústria de inovações tecnológicas e a busca pelo entendimento de hardware e software, atrás das peças que compunham o meu computador, me fizeram decidir que estudaria ciência da computação."

Além das 28 aprovações nas universidades americanas, em 2021 Matheus foi embaixador da SEG (Super Escola de Gênios), uma escola online que ensina matemática com foco no SAT, exame de admissão às instituições de ensino americanas. Ainda no mesmo ano, ele se tornou membro da equipe da 1ª edição da Bees Competition, competição internacional sobre negócios, empreendedorismo, economia e sustentabilidade. E participou do Upkey, um programa virtual americano de estágio com aulas sobre empreendedorismo e liderança.

Para o jogador de Fortnite, a graduação em uma universidade americana deve possibilitar um bom crescimento profissional. "Quero estar por dentro de tudo nessa área. Ainda não sei qual rumo tomarei, se vou ser um streamer de Fortnite famoso ou um programador bem-sucedido. Mas não tenho dúvida de que esse conhecimento vai agregar muito na minha vida."

*Estagiário do R7 sob supervisão de Karla Dunder

Últimas