Educação MEC:  2,22% das instituições de ensino superior têm nota máxima

MEC:  2,22% das instituições de ensino superior têm nota máxima

Inep divulgou nesta sexta-feira (23) as notas do Conceito Preliminar dos Cursos e o Índice Geral dos Cursos 

  • Educação | Karla Dunder, do R7

Universidades federais e públicas concentram melhor avaliação do MEC

Universidades federais e públicas concentram melhor avaliação do MEC

Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Apenas 2,22% das instituições de ensino superior obtiveram a nota máxima na avaliação do MEC (Ministério da Educação) de acordo com os dados divulgados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) nesta sexta-feira (23) relativos ao ano de 2019.

Os índices que medem a qualidade da educação no país, tanto em instituições públicas quanto privadas, são do IGC (Índice Geral dos Cursos) e do CPC (Conceito Preliminar dos Cursos), que integram o Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior). Esses dois índices classificam as instituições e cursos em uma escala de 1 a 5, onde 1 e 2 são insuficientes e 5 é nota máxima. 

Segundo o Inep, 70% das instituições federais estão entre as faixas 4 e 5. Já a maioria das instituições de ensino, 63,77%, estão na faixa 3, consideradas regular.

O IGC faz uma média de avaliação entre as instituições. Para fazer a média, foram consideradas 2.070 instituições de ensino superior de 24.145 cursos e 4.679 programas de mestrado e doutorado da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

De acordo com live promovida pelo Inep, destaca o aumento dos estudantes matriculados em cursos EAD (Educação a Distância) e em universidades particulares com bolsas de estudo ou atendidos pelos programas do MEC como o Prouni (Programa Universidade para Todos) e Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Últimas