MEC anuncia criação de 679 bolsas de pós-graduação

Anúncio se dá em razão de descontingenciamento de parte da verba congelada; previsão é beneficiar especialmente a região Norte

O ministro da Educação, Abraham Weintraub

O ministro da Educação, Abraham Weintraub

FáTIMA MEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 19.9.2019

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta quinta-feira (3) a criação de 679 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado a partir de um novo descontingenciamento da verba congelada no primeiro semestre, chegando a R$ 1,9 bilhões.

Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a expectativa é beneficiar especialmente estado do Norte, já que as bolsas serão disponibilizadas para programas com nota 4 nas avaliações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Serão 271 bolsas de mestrado, 304 de doutorado e 104 de pós-doutorado. No começo de setembro, o ministério já havia anunciado a retomada de 3.182 bolsas para programas com notas 5, 6 e 7. Com o novo anúncio, 3.861 bolsas ficam disponíveis.

Leia mais: MEC anuncia desbloqueio de R$ 1,8 bilhão do orçamento

O ministro afirma que são bolsas novas, já que as canceladas no começo do ano “nunca deveriam ter existido”. Segundo ele, parte das bolsas canceladas eram concedidas livremente pelos reitores, “não necessariamente por mérito”, e outra parte se referiam a cursos mal avalidos.