Educação Museu da Língua Portuguesa abre atividades gratuitas da Estação Férias

Museu da Língua Portuguesa abre atividades gratuitas da Estação Férias

Programação acontece de quinta-feira a sábado no mês de janeiro e traz a importância da cultura e dialeto indígena

Resumindo a Notícia

  • Museu da Língua Portuguesa oferece atividades gratuitas na temperada de férias
  • Programação fala da língua e cultura indígena e acontece de de quinta-feira á sábado
  • Programação é destinada para toda a família e não só para as crianças
Projeto Estação Férias oferece oportunidade para o público participar de oficinas

Projeto Estação Férias oferece oportunidade para o público participar de oficinas

Reprodução/ Domínio Público

O Museu da Língua Portuguesa inaugura nessa quinta-feira (12) as atividades gratuitas do Estação Férias – Vossas Palavras São Flâmulas, que vão até o próximo dia 28. Destinadas a todos os públicos, principalmente para quem está em idade escolar, as atividades incluem oficinas, brincadeiras e leituras e buscam ensinar, de forma lúdica, palavras em línguas indígenas para as crianças.

O evento faz parte da programação cultural relacionada à exposição temporária Nhe’ẽ Porã: Memória e Transformação, que fala sobre línguas e culturas indígenas do Brasil.

Segundo a diretora técnica do museu, Marília Bonas, o objetivo do Estação Férias é reunir as famílias em torno do tema das línguas indígenas de maneira lúdica, apresentando novas formas de brincar e também aprender. “É mais uma atividade que o museu propõe a seus visitantes para aprender e conhecer as culturas dos povos originários”, disse.

Sempre de quinta-feira a sábado, das 10h às 17h, no Saguão B do museu, os visitantes terão acesso a vários nichos instalados no espaço. Haverá, por exemplo, almofadas-cobras para crianças pequenas, livros de literatura indígena com esteiras e almofadas para leitura e locais para a criação de carimbos grandes e a construção de instrumentos, entre outros. 

Às quintas e às sextas-feiras, em quatro horários (10h, 11h, 13h30 e 15h), será oferecida a oficina Nossas Escritas São Flâmulas, em que o participante será convidado a criar pequenas bandeiras com frases e palavras pintadas a partir da técnica do estêncil.

“Nós escolhemos a palavra flâmula que é a definição de uma bandeira menor, que também simboliza o território tão importante para os povos originários para levar uma mensagem, além de ter o poder do movimento, do ir e vir. O público será convidado a sortear palavras em guarani, sabendo seu significado e a desenhar um território para essa palavra poder sobreviver e circular”, explicou a coordenadora do Estação Férias, Ângela Castelo Branco.

Aos sábados a Caravana Lúdica traz 20 jogos de diferentes épocas e partes do mundo, feitos em madeira reciclável, tecido e tinta. São jogos africanos, europeus, asiáticos e ameríndios, dos quais também se poderá conhecer as origens, pois monitores estarão presentes no espaço para contar a história dos jogos e explicar as regras.

"A Caravana Lúdica foi convidada para ocupar o território todo sábado trazendo de seis a dez jogos, que fazem parte de uma pesquisa muito grande e de uma série de jogos. Eles vão recuperando essa memória da ludicidade do jogo e vão construindo esses jogos que são considerados inclusive patrimônio imaterial da Unesco [Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura]",disse Ângela.

No dia do aniversário da cidade de São Paulo, 25 de janeiro, o Coral Mirim Guarani se apresentará no Museu da Língua Portuguesa, que fica na Praça da Luz, no bairro do mesmo nome, na região central de São Paulo.  

Últimas