Educação Professor é afastado após culpar mulheres em caso de feminicídio

Professor é afastado após culpar mulheres em caso de feminicídio

Vídeo com declaração do professor viralizou nas redes sociais; caso ocorreu em um colégio particular de Teresina, no Piauí

  • Educação | Do R7

Um professor de biologia foi afastado de uma escola particular de Teresina, no Piauí, após um vídeo viralizar nas redes sociais. Durante uma aula, o professor declarou que em "90% dos casos de feminicídio, a mulher tem culpa".  Após a repercussão, a escola afastou o docente.

Professor culpa mulheres por feminicídio

Professor culpa mulheres por feminicídio

Reprodução/Record TV

Ainda, durante a aula, ele declarou: "Caramba, quando vocês estiverem namorando, observe o parceiro, observe a parceira. Estão namorado, pelo menos um namoro de um mês, dois meses. ‘Ah professor, mas ninguém conhece o ser humano’, dá para conhecer um pouquinho”, afirmou.

Nas redes sociais, o cólegio CPI publicou a seguinte nota:

Nesta quarta-feira (25), formos surpreendidos por comentário feito por um colaborador em sala de aula, declarando que "boa parte do percentual de feminicídios ocorre devido ao comportamento feminino".

Por não concordar de forma alguma com este ponto de vista e repudiar completamente este tipo de conduta, que depõe frontalmente contra nossos valores éticos e profissionais, a Direção da Escola vem a público comunicar que, diante do fato, procedeu com o imediato afastamento do colaborador do seu quadro de funcionários.

Ao tempo em que pedimos desculpas ao nosso público, reiteramos o nosso compromisso de continuar disponibilizando uma educação de qualidade, de resultados e comprometida com os valores morais.

Últimas