Educação Projeto da USP busca mentores para ajudar meninas na tecnologia

Projeto da USP busca mentores para ajudar meninas na tecnologia

Iniciativa tem como objetivo auxiliar no desenvolvimento dos projetos das participantes, que deverão criar aplicativo

  • Educação | Do R7

Mentores têm até o dia 25 de janeiro para realizar cadastro na internet

Mentores têm até o dia 25 de janeiro para realizar cadastro na internet

Divulgação/Grace ICMC USP

Um projeto desenvolvido por alunas do ICMC (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação) da USP (Universidade de São Paulo), em São Carlos (SP), procura mentores e mentoras com experiência em tecnologia para auxiliar meninas a debravar as áreas de computação e empreendedorismo, criando um aplicativo. 

O projeto, chamado Technovation Summer School for Girls, é organizado pelo Grace (Grupo de Alunas de Ciências Exatas) do ICMC. 

A iniciativa busca mentores que tenham disponibilidade para ajudar no desenvolvimento dos projetos das participantes, que serão desafiadas a criar um aplicativo. É recomendado que eles tenham experiência na área de tecnologia. Os interessados podem preencher o formulário online até o dia 25 de janeiro de 2022.

O objetivo é mostrar às adolescentes que elas têm tanta capacidade quanto os meninos para  atuar na área de ciências exatas, ressaltando que a computação não é algo restrito ao mundo masculino. A escola de verão ocorrerá de fevereiro a abril, é totalmente online e gratuita e dará a garotas com idade entre 8 e 18 anos a oportunidade de adquirirem novos conhecimentos nas áreas de computação e empreendedorismo.

Os estudantes de graduação e de pós-graduação, professores e profissionais do mercado de áreas como tecnologia, engenharia, negócios, comunicação e empreendedorismo também podem contribuir com a edição do projeto e auxiliar as participantes a aprimorar ideias.

Para se tornar mentor ou mentora é preciso ter mais de 18 anos e disponibilidade para acompanhar, de forma remota, o trabalho de uma das equipes formadas durante o evento. A comunicação se dará via aplicativos de mensagens e por meio de reuniões online, conforme a necessidade de cada grupo. Os mentores também precisam participar dos encontros virtuais.

Últimas