Educação Prova da Unicamp trouxe temas de 2020 como covid e desmatamento

Prova da Unicamp trouxe temas de 2020 como covid e desmatamento

Professores comentam questões da primeira fase realizada nesta quarta-feira (6). Prova está disponível no site da Comvest

  • Educação | Karla Dunder, do R7

Professores comentam primeira fase da Unicamp

Professores comentam primeira fase da Unicamp

DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO - 06.01.2021

Prova da primeira fase da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) realizada nesta quarta-feira (6) trouxe temas atuais de 2020 como a pandemia de covid-19, os desmatamentos e a violência contra a mulher. Os interessados podem conferir as questões no site da Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares), responsável pelo vestibular.

"Prova deste ano foi bem atual, com temas contemporâneos como o problema que ocorreu na cervejaria em Belo Horizonte, e abordou, principalmente, a covid, contextualizando em diferentes áreas do conhecimento", avaliou Luís Gustavo Megiolaro, diretor adjunto de Unidades Escolares do Colégio Poliedro.

"Em Humanas e Linguagens exigia muita leitura e interpretação de texto, o que já é uma característica da Unicamp", diz. "A prova de Química também exigia muita interpretação, mas poucas contas". Para Megiolaro, a prova de física foi considerada "fácil".

Para Daniel Perry, diretor do Anglo, "a Unicamp cumpriu o que prometeu: uma prova acessível, criativa e sofisticada", afirma. "A prova demonstra o tipo de estudantes que a universidade deseja: um aluno analítico, com consciência social e que valoriza a ciência."

O diretor do Curso Pré-Vestibular Oficina do Estudante, Daniel Cecílio, avaliou que a prova da Unicamp clara, sem pegadinhas, direta e coerente com aquilo que a banca examinadora anunciou ao longo do ano.

"É uma prova muito direta, que facilitou para o aluno. O grau de dificuldade da prova desse ano foi menor do que a prova do ano passado. O tema da covid-19 foi importante, junto com outros temas, como: preconceito, racismo. Poucas questões polêmicas. Foi uma prova equilibrada, não tão exigente como nas provas dos outros anos, mas uma prova do nível da Unicamp".

Edmilson Motta, coordenador geral do Grupo Etapa, tem opinião semelhante sobre o grau de dificuldade da prova da Unicamp neste ano. Manteve o mesmo nível. Em algumas [matérias], foi mais fácil. A prova nessa ano foi um pouco mais tranquila do que no ano passado."

O professor do Etapa acrescentou que o tema da covid-19 foi abordado, como era esperado, mas não de forma específica, mas a Unicamp teria descumprido uma promessa de não utilizar temas da terceira série do ensino medio em razão dos problemas enfrentados pelos estudantes ao longo do ano. "Era uma promessa impossível de ser cumprida", complementou.

Últimas