Educação Unicamp adia o retorno das aulas presenciais para 14 de março

Unicamp adia o retorno das aulas presenciais para 14 de março

De acordo com a reitoria da universidade o adiamento busca meios para garantir um início seguro na volta das atividades

  • Educação | Do R7

Novo prazo garante adaptação às novas condições sanitárias garantindo um retorno seguro

Novo prazo garante adaptação às novas condições sanitárias garantindo um retorno seguro

Thomas Marostegan/Divulgação Unicamp

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) divulgou uma nota na terça-feira (8) comunicando que as aulas presenciais foram adiadas para o dia 14 de março. Com o novo prazo a instituição tem maior possibilidade em uma "adaptação às novas condições sanitárias" impostas pela Covid-19, garantindo um retorno seguro ao ensino presencial.

A decisão foi tomada após reuniões com diretores de unidades, representações docentes de funcionários e de estudantes, além de associações e sindicatos.

Segundo a reitoria da instituição, o adiamento busca meios para garantir um início tranquilo com o planejamento, que inclui a análise e a adaptação das salas de aula, abarca também os restaurantes, a moradia estudantil, a biblioteca, a utilização das vias públicas e dos espaços de convivência.

Vacinação e testagem

Desde o ano passado a Unicamp já havia definido regras na volta das atividades presenciais dos alunos por meio da Resolução 63/2021 que dispõe sobre a retomada dos estudantes de graduação, pós, extensão e colégios técnicos em atividades práticas presenciais.

Os estudantes ainda devem comprovar a imunização junto à Unicamp para frequentar os campi - restaurante, bibliotecas, ambientes acadêmicos e demais atividades presenciais. Devem estar totalmente imunizados para retornar, considerando 14 dias após a segunda dose ou a dose única.

Os alunos que vierem de outras regiões ou de outros países devem apresentar resultado negativo de teste RT-PCR para covid-19, realizado até 72 horas antes do início das atividades na instituição de ensino.

Confira a resolução completa na página eletrônica da Unicamp.

Últimas