Educação Vélez diz que Pernambuco é modelo em Educação e vai levar para o País

Vélez diz que Pernambuco é modelo em Educação e vai levar para o País

Ministro da Educação falou nesta sexta-feira (5) que existem Estados em que o sistema educacional funciona

Vélez diz que Pernambuco é modelo em Educação e vai levar para o País

Vélez vai se inspirar em Estados como Pernambuco

Vélez vai se inspirar em Estados como Pernambuco

MATEUS BONOMI/ AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO - 27.3,2019

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, falou nesta sexta-feira (5) que vai se inspirar em alguns estados do Brasil nos quais o sistema educacional funciona e levar o modelo para o restante do Brasil.

LEIA TAMBÉM: Vélez não aparece em primeira agenda positiva do MEC

“Há esperança em estados e municípios como o Pará, Pernambuco, Rondônia e Maranhão. Esses lugares são modelos. Vamos unir forças”, declarou o ministro durante o 18º Fórum Lide, que acontece nesta sexta em Campos do Jordão (SP) e reúne cerca de 300 líderes e autoridades do país.

Mal avaliado, ministro da Educação pode deixar governo na segunda

Ainda de acordo com Vélez, os estados citados são exceção, pois no restante do Brasil os números são alarmantes.

“Atualmente, há pouco mais de 10 milhões de jovens entre 15 e 17 anos. Desse total, 1,5 milhão de jovens nessa faixa etária não se matricula na escola no ano letivo e já está fora da escola. Mas nem todos os 8,8 milhões permanecem até o final. Cerca de 7% dos alunos dessa faixa abandonam os estudos durante o ano letivo”, afirmou. “Ao final do ano letivo, mais de 30% dos alunos entre 15 e 17 anos estão fora da escola. Apenas 6,9 milhões de jovens brasileiros frequentam a escola até o fim do ano letivo”, completou.

O ministro da educação ainda falou que na velocidade em que a educação está evoluindo, levaria mais de 200 anos para que o Brasil conseguisse atingir a meta do Plano Diretor de Educação. “Isso é inadmissível e não decorre dos três meses de Bolsonaro no governo.”

Para concluir, Vélez convocou os empresários para ir ao MEC conversar com ele e com sua equipe para unir forças e solucionar os problemas da educação.