Eleições 2016 Cresce número de empresários eleitos para cargo de prefeito no Brasil

Cresce número de empresários eleitos para cargo de prefeito no Brasil

Nas últimas eleições, número de donos de empresas eleitos prefeitos chegou a 828

Cresce número de empresários eleitos para cargo de prefeito no Brasil

João Doria é um dos empresários eleitos em 2016

João Doria é um dos empresários eleitos em 2016

Reprodução

O número de empresários eleitos prefeitos no 1º turno saltou de 700, há quatro anos, para 828, nas últimas eleições. O aumento de 128 representantes foi o maior entre todas as profissões, indica levantamento feito pelo R7 com base no Repositório de Dados Eleitorais do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Profissão com a mais alta quantidade de representantes entre os novos prefeitos, o número de empresários equivale a 15% do total de eleitos para os Executivos municipais. Em 2012, a taxa de empresários entre os eleitos era de 12%.

O empresário que obteve maior número de votos foi João Doria (PSDB), na capital paulista. Com o apoio de 3.085.187 de eleitores, ele conquistou 53,29% dos votos válidos.

Com o maior patrimônio entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo, o tucano doou R$ 2,9 milhões do próprio bolso para a sua campanha, superando assim a arrecadação dos concorrentes. O dinheiro desembolsado por Doria é mais alto do que toda a quantia que ele receberá de salário durnate os quatro anos à frente da Prefeitura.

Durante toda a campanha, o tucano insistiu em opor-se aos políticos tradicionais, afirmando ser um “gestor”. A tentativa de desvincular-se da classe política foi alvo de críticas de adversários em debates, sobretudo de Luiza Erundina (PSOL), que chegou a chamá-lo, por mais de uma vez, de "lobista". Em uma das vezes, Doria obteve direito de resposta para contestar a adversária.

Advogados

Segunda maior alta teve a ocupação de advogado, que, ante aos 242 representantes eleitos em 2012, ganhou em 2016 mais 27, somando 269, o que representa 5% do total de eleitos. Com isso, a advocacia manteve-se como a quinta profissão mais frequente entre os prefeitos.

Além dos empresários, superam os advogados em número de prefeitos os agricultores (367 representantes), comerciantes (311) e médicos (271). Essas três ocupações, no entanto, não estão em alta. Em relação aos prefeitos eleitos em 2012, há apenas um agricultor e sete médicos a mais. Já o número de comerciantes eleitos foi o segundo que mais caiu: de 2016 para 2016, a profissão perdeu 47 representantes.

Vereadores

Entre os vereadores, as ocupações de empresário e advogado também aparecem no topo do ranking das que mais tiveram um aumento de representantes. Com 534 eleitos a mais, os empresários somam agora 3.191 vereadores pelo País. Já os advogados atingiram o número de 1.299 representantes, 191 a mais que em 2012.

Para fazer o levantamento, o R7 não considerou os candidatos que declararam como profissão o próprio cargo de prefeito ou de vereador, já que essas ocupações não são exatamente uma profissão, mas um posto temporário.

Também foram desconsiderados outros cargos públicos eletivos (como deputado estadual e deputado federal).

Confira abaixo, a lista das principais profissões em alta e em baixa entre os eleitos: