Eleições 2018 PT cobra que TSE investigue ação de empresas nas redes sociais

PT cobra que TSE investigue ação de empresas nas redes sociais

Reportagem publicada nesta quinta-feira (18) revela que empresas pagaram por campanhas de compartilhamento no WhatsApp sem informar a Justiça

Bolsonaro passou por avaliação médica hoje

Bolsonaro passou por avaliação médica hoje

FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO - 17.10.2018

Reagindo à manchete da edição desta quinta-feira (18) do jornal "Folha de S.Paulo", que revela empresas bancando o disparo de mensagens contra o PT pelas redes sociais, o partido emitiu uma nota cobrando um posicionamento da Justiça Eleitoral. Para a legenda, a prática configura crime de caixa dois por parte da campanha de Jair Bolsonaro (PSL).

Veja também:

Médico diz que Bolsonaro está melhor e com 'boa evolução clínica'

Bolsonaro e Haddad assumem compromisso com a Constituição

Haddad diz que irá à Justiça contra empresários e Bolsonaro

"É uma ação coordenada para influir no processo eleitoral, que não pode ser ignorada pela Justiça Eleitoral nem ficar impune", diz a nota assinada pela Executiva do PT, que pediu na Quarta-feira (17) à Polícia Federal uma investigação sobre a disseminação de supostas notícias falsas pela campanha de Bolsonaro.

O partido diz que está tomando todas as medidas judiciais para que Bolsonaro responda "por seus crimes, dentre eles o uso de caixa 2, pois os gastos milionários com a indústria de mentiras não são declarados por sua campanha."

A legenda do presidenciável Fernando Haddad pretende entrar ainda nesta quinta-feira com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para pedir providências.

Últimas

    https://noticias.r7.com/eleicoes-2018