Eleições 2018 Roger Waters pode ser preso se fizer propaganda eleitoral em show

Roger Waters pode ser preso se fizer propaganda eleitoral em show

De acordo com a lei eleitoral, manifestações políticas estão proibidas a partir das 22h do dia que antecede as eleições. Show em Curitiba começa às 21h30

  • Eleições 2018 | Thais Skodowski, do R7 com Agência Estado

Roger Waters pode ser preso se fizer propaganda eleitoral

Roger Waters pode ser preso se fizer propaganda eleitoral

Diego Baravelli /Fotoarena/Folhapress - 26.10.2018

O cantor Roger Waters pode ser preso caso faça alguma manifestação política em seu show, na noite deste sábado (27), em Curitiba.

A Justiça Eleitoral do Paraná já mandou advertir a produção do show do cantor Roger Waters para as restrições às manifestações políticas. De acordo com a lei eleitoral, elas estão proibidas a partir das 22 horas do dia que antecede as eleições. 

Dessa forma, Waters, que tem usado seus shows no Brasil para se manifestar politicamente, só poderá fazê-lo na primeira meia hora do espetáculo, marcado para começar às 21h30.

Caso faça algum ato político em cima do palco a favor ou contra candidatos entre 22h e meia-noite, o cantor poderá ser multado. Depois da meia-noite, qualquer manifestação política já pode configurar boca de urna, e o artista pode ser preso.

Turnê

Em turnê pelo país, o ex-integrante da banda Pink Floyd tem feito várias manifestações políticas durantes os shows. Em São Paulo, foi exibido no telão a mensagem "#elenão", uma mensagem contra o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro. Ele foi vaiado por várias pessoas. Já no Rio de Janeiro, o cantor recebeu no palco familiares da vereadora assassinada Marielle Franco (PSOL). 

Últimas

    https://noticias.r7.com/eleicoes-2018