Eleições 2020 Patrão do caso do menino Miguel não se reelege prefeito em PE

Patrão do caso do menino Miguel não se reelege prefeito em PE

Sérgio Haker (PSB), marido de Sari Corte Real, perdeu a eleição para a prefeitura de Tamandaré para o candidato Carrapicho (Republicanos)

Sari Corte Real e Sergio Hacker - Caso Miguel

Sari Corte Real e Sergio Hacker - Caso Miguel

Reprodução/Instagram

O atual prefeito de Tamandaré (PE), Sérgio Hacker (PSB), não conseguiu se reeleger no cargo. Hacker ficou em segundo lugar na eleição municipal com 43,12% dos votos válidos, atrás do candidato Carrapicho (Republicanos), com 54,52%.

Veja o resultado da eleição em Tamandaré (PE)

Hacker era patrão da doméstica Mirtes Renata, mãe do menino Miguel Otávio Santana da Silva, de cinco anos, que morreu ao cair do nono andar do prédio onde Hacker mora. A mulher do atual prefeito, Sari Corte Real, chegou a ser presa e foi solta sob fiança de R$ 20 mil por homício culposo, quando não há intenção de matar. Ela deixou o menino entrar no elevador sozinho.

A mãe de Miguel foi identificada como contratada como servidora da cidade de Tamandaré

O caso aconteceu no dia 2 de junho. A mãe, Mirtes Renata, havia levado Miguel para o trabalho, pois as aulas estão suspensas por conta da pandemia. Ao sair com os cachorros da família para passear, deixou o menino sob responsabilidade da patroa, Sarí Real. Mas o menino chorou e quis ir atrás da mãe. Imagens do circuito de segurança mostram Miguel no elevador, a patroa apertando um botão, deixando a porta fechar, e o menino seguir, sozinho, elevador, à procura de Mirtes.

O ato conta com a presença de Mirtes Renata, mãe do pequeno Miguel, menino de 5 anos que morreu sob a guarda da primeira dama de Tamandaré, Sarí Corte Rea

O ato conta com a presença de Mirtes Renata, mãe do pequeno Miguel, menino de 5 anos que morreu sob a guarda da primeira dama de Tamandaré, Sarí Corte Rea

JULIO GOMES/LEIAJÁIMAGENS/ESTADÃO CONTEÚDO - 09.1

Sozinho, Miguel acessou uma área do nono andar do prédio de alto padrão onde ficam os condensadores de ar-condicionado, no hall das máquinas. A perícia acredita que ele se projetou sobre uma grade de alumínio de 1,2 metro de altura, quebrando uma parte da estrutura e caindo do prédio a uma altura de 35 metros. As sandálias da criança ficaram marcadas no equipamento.

Segundo informações da Polícia, a criança foi atendida inicialmente pela própria mãe e por um médico que mora no edifício. No entanto, Miguel não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Resultado das eleições em Tamandaré (PE)

Resultado das eleições em Tamandaré (PE)

Reprodução/Record TV

Últimas