Eleições 2020 Propostas em habitação e saúde marcam campanha em SP

Propostas em habitação e saúde marcam campanha em SP

Candidatos à prefeitura da cidade também citam demissões na pandemia e parceria com Bombeiros, nesta quinta-feira (22), entre outros temas

  • Eleições 2020 | Cesar Sacheto, do R7

Candidatos à Prefeitura de SP cumprem agenda pública

Candidatos à Prefeitura de SP cumprem agenda pública

Montagem/R7

Os candidatos à Prefeitura de São Paulo expuseram propostas para os setores de habitação e saúde da cidade durante a agenda pública desta quinta-feira (22), entre outros temas. As eleições municipais serão realizadas no dia 15 de novembro e o segundo turno de votações está  marcado para o dia 29 do mesmo mês.

Leia também: Obrigatoriedade de vacina polariza campanha eleitoral em São Paulo

A campanha eleitoral começou oficialmente no dia 27 de setembro e o R7 tem divulgado os compromissos de campanha de todos os 14 concorrentes à administração municipal paulistana. O critério definido para apresentação foi a ordem alfabética.

Andrea Matarazzo (PSD)

O candidato do PSD, Andrea Matarazzo, gravou material para o programa eleitoral de rádio e TV durante a manhã. 

À tarde, Andrea Matarazzo visitou o quartel do Corpo de Bombeiros na Praça Clóvis Bevilacqua, no centro da cidade. Durante a visita, o candidato prometeu aumentar a integração entre os Bombeiros e a Prefeitura de São Paulo.

Matarazzo visitou os Bombeiros

Matarazzo visitou os Bombeiros

Divulgação

"Os bombeiros têm um papel determinante junto à Defesa Civil, principalmente neste período de chuvas, nos alagamentos e nas áreas de risco”, afirmou.

Andrea Matarazzo ouviu do comandante-geral da corporação, Max Mena, que os Bombeiros fazem 200 resgates médicos por dia, enquanto o SAMU recebe cerca de 400 pedidos de emergência no mesmo período. Porém, muitos se sobrepõem. 

O político lembrou que o Corpo de Bombeiros também é responsável pela concessão dos AVCB (Alvarás do Corpo de Bombeiros), documento que libera prédios e construções em relação às normas de segurança.

"O Corpo de Bombeiros tem um convênio com a nossa cidade. Viemos reafirmar que na minha administração o apoio ao Corpo de Bombeiros será integral”, finalizou.

Ainda no período da tarde, Andrea Matarazzo concedeu entrevista ao vivo para o canal SBT News.

Antônio Carlos Silva (PCO)

O candidato do PCO, Antônio Carlos Silva, fez panfletagem no Brás a partir durante a manhã. À tarde, ele gravou grava entrevistas e participou de uma live com trabalhadores da saúde.

À noite, esteve na plenária de Cidadania da zona leste e teve reunião com a coordenação de campanha.

Arthur do Val Mamãe Falei (Patriota)

O candidato a prefeito pelo Patriota, Arthur do Val Mamãe Falei, foi entrevistado pela rádio Eldorado e gravou material de campanha no aeroporto Campo de Marte, na zona norte. Mais tarde, participou de um almoço e um jantar fechados.

Bruno Covas (PSDB)

O candidato do PSDB à reeleição, Bruno Covas, visitou a garagem de ônibus MobiBrasil na Estrada do Alvarenga, na zona sul da cidade. O encontro ocorreu por volta das 4h.

Bruno Covas visitou unidade de atendimento em saúde na região central de SP

Bruno Covas visitou unidade de atendimento em saúde na região central de SP

Divulgação/Patrícia Cruz

Depois, Covas teve compromisso no AMA/UBS Integrada Pari, unidade responsável pela realização de sete mil exames mensais, situada na região da Luz,  centro da capital paulista, onde disse que, até o final do ano, deverá entregar mais 32 unidades de saúde reformadas com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Leia também: Cresce o número de candidatos da área de saúde nestas eleições

"Essa é uma unidade que não atende somente a população do Pari. Também é
muito utilizada por trabalhadores aqui da região, moradores de rua, imigrantes. A
unidade é ainda importante na estratégia de Saúde da Família", declarou.

Mais tarde, Bruno Covas participou do webinar "Uma São Paulo Melhor: A Gestão dos Prefeitos" do Pensamento Nacional das Bases Empresariais.

Celso Russomanno (Republicanos)

O candidato do Republicanos, Celso Russomanno, fez carreata pela região de Interlagos, na zona sul da cidade, partindo do autódromo de Interlagos.

Filipe Sabará (Novo)

O candidato do Novo, Filipe Sabará, participou de uma live com Luciana Liviero.

Guilherme Boulos (PSOL)

O candidato do PSOL, Guilherme Boulos, visitou a Casa Ângela, uma casa de parto humanizado que funciona no Jardim Mirante, na zona sul.

Boulos concedeu entrevista em agenda na zona sul

Boulos concedeu entrevista em agenda na zona sul

Divulgação

Durante o encontro com os moradores, o político lembrou que é morador do Campo Limpo, bairro localizado na mesma região da cidade, e reforçou a necessidade de construir uma rede de saúde maior na região, priorizando o atendimento à saúde da mulher.

"Em relação à rede geral, [abertura de] concurso público para contratar mais médicos, especialistas, ginecologistas. Uma mulher fica meses para ser atendida por um ginecologista na periferia. [Contratar] mais especialistas para hospitais da periferia da cidade", declarou.

Mais tarde, o candidato psolista Guilherme Boulos esteve no Largo Treze, em Santo Amaro, onde fez panfletagem.

Jilmar Tatto (PT)

O candidato do PT, Jilmar Tatto, fez carreata e visitou o comércio de Perus, na zona norte da cidade.

À tarde, ele foi entrevistado por César Augusto Xavier, do Coletivo Antirracista, e teve um encontro virtual com o grupo Criança na Creche.

Mais tarde, Jilmar Tatto participou de uma reunião com o Sindicato da Guarda Civil, na República, no centro de São Paulo.

Joice Hasselmann (PSL)

A candidata do PSL à prefeitura, Joice Hasselmann, gravou material para o horário eleitoral e foi entrevistada pelo Universa no período da manhã.

À tarde, ela foi sabatinada pelo Estadão e teve reunião com a equipe do plano de governo, além de conceder outra entrevista.

Levy Fidelix (PRTB)

O candidato do PRTB, Levy Fidelix, participou de uma live com a entidade Crianças na Creche.

Márcio França (PSB)

O candidato do PSB, Márcio França, visitou o acampamento Terra Prometida, no bairro Alto Alegre, na zona leste, para conversar com lideranças sobre a regularização fundiária a mais de 30 mil famílias.

Márcio França disse que pretende entregar 100 mil moradias populares por ano de gestão, caso seja eleito, por meio de um projeto que prevê a entrega de lotes urbanizados de 175m² e cartões com crédito de R$ 8 mil para as pessoas comprarem material de construção nos comércios locais.

Os recursos para o projeto viriamde R$ 750 mi (que o governo municipal já possui), mais R$ 1,3 bi disponibilizados pelo governo do Estado, totalizando 2 bilhões por ano para a pasta da Habitação.

Segundo o candidato, uma casa construída pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano) custa R$ 125 mil mas, com esse valor, seria possível possível urbanizar dez lotes e entregar cartões para a compra do material para a obra.

"Um lote urbanizado custa 12 mil reais depois de pronto, com material de construção. É muito mais barato que você tentar fazer um apartamento inteiro", afirmou Marcio França.

Ainda nesta quinta-feira (22), o candidato do PSB à Prefeitura de São paulo participou de sabatina do programa Veja e Vote e concedeu entrevista ao programa Pânico da Jovem Pan.

Marina Helou (Rede)

A candidata pela Rede Sustentabilidade, Marina Helou, fez panfletagem no Largo da Concórdia, no bairro do Brás, durante a manhã.

Em seguida, ela participou de debate à CPI de Abuso Sexual no Ensino Superior na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo).

Mais tarde, foi entrevistada pela rádio Trianon e, à noite, concedeu entrevista ao vivo para a TV 8.

Maria Helou também foi entrevistada pelo cantor Douglas Nobre e conversou online com eleitores via Zoom.

Orlando Silva (PCdoB)

O candidato do PCdoB, Orlando Silva, foi sabatinado pelo Uol/Folha de S. Paulo no período da manhã.

À tarde, ele concedeu entrevista ao Projeto Negros do Bixiga, na Bela Vista, e para o jornal da Fórum, com Cynara Menezes.

Já à noite, o comunista Orlando Silva fez uma live com a candidata a vereadora pela legenda professora Adriana Vasconcellos.

Vera Lúcia (PSTU)

A candidata do PSTU, Vera Lúcia, gravou vídeos de campanha e, enquanto aguardava a entrevista que concederia à TV Gazeta, afirmou que uma de suas primeiras medidas, caso eleita, seria reverter as demissões ocorridas durante a pandemia.

Vera Lúcia falou sobre demissões na pandemia

Vera Lúcia falou sobre demissões na pandemia

Divulgação

"As pessoas querem viver com dignidade. Querem ter o seu trabalho e o seu salário. Para gerar novos empregos, defendo a redução da jornada para 30 horas semanais, sem redução de salários, um plano de obras públicas, onde os demitidos fossem recontratados e pudéssemos construir moradias, creches, hospitais, corredores de ônibus e saneamento, bem como ampliar as vagas nos serviços públicos de educação, saúde, transportes e cultura", declarou Vera Lúcia.

*O R7 divulga diariamente as notícias sobre o dia de campanha dos postulantes ao cargo de prefeito da capital paulista. O espaço no portal está aberto a todos os candidatos.

Veja o currículo dos candidatos à Prefeitura de São Paulo:

Últimas