Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Desafio para a ciência: homem teve crise de soluços de 68 anos e bateu recorde indesejado

Apesar do problema irritante, Charles Osborne teve uma vida praticamente normal, casou duas vezes e teve oito filhos

Hora 7|Do R7

Uma das histórias mais aflitivas registrada no Livro dos Recordes é do americano Charles Osborne, que teve uma crise de soluços que durou nada menos que 68 anos.

De 1922 a 1990, um detalhe da vida de Osborne foi imutável: seus soluços, jamais curados pela medicina.

Este homem soluçou sem parar por quase sete décadas
Este homem soluçou sem parar por quase sete décadas Este homem soluçou sem parar por quase sete décadas

Tudo começou na década de 1920, quando ele caiu após pendurar um porco para o abate. Segundo exames, o acidente rompeu um vaso sanguíneo no cérebro, o que tornou o corpo incapaz de responder a crises de soluço.

No início, a taxa de soluços era de cerca de 40 por minuto, mas depois diminuiu para 30, até finalmente permanecer em 20 soluços por minuto.

Publicidade

Mesmo com algo tão irritante, Charles aprendeu certas técnicas para conseguir viver — e soluçar sem fazer barulho. Ele casou duas vezes e foi pai de oito crianças.

Em 1990, os soluços pararam tão inesperadamente como começaram. Provavelmente em paz, Charles morreu no ano seguinte, aos 97 anos. Estima-se que ele tenha soluçado 430 milhões de vezes durante a vida.

Publicidade

Leia também

O soluço é um espasmo involuntário e repetido do diafragma (músculo fino localizado abaixo dos pulmões e que auxilia na respiração).

Os episódios normais de soluço, apesar de não terem causa óbvia, podem ser acionados pelo consumo de álcool, por estômago inchado, ingestão de substâncias quentes ou irritantes e também pelo simples falo de falar enquanto come.

LEIA ABAIXO: Mulher soluça há 12 anos e barulho é comparado a latido e cacarejo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.