Internacional Agressão policial a homem negro é vergonhosa para França, diz Macron

Agressão policial a homem negro é vergonhosa para França, diz Macron

Imagens mostram a polícia de Paris espancando um produtor musical negro. Quatro policiais foram detidos para interrogatório

Reuters
Macron repudia agressão policial a homem negro

Macron repudia agressão policial a homem negro

Ian Langsdon / EFE - EPA - 19.10.2020

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse na sexta-feira (28) que as imagens que mostram a polícia de Paris espancando um produtor musical negro são vergonhosas para o país e que o governo terá de encontrar uma maneira para restaurar a confiança do público na força policial.

Leia mais: França registra queda brusca no número de casos da covid-19

Promotores investigam a prisão violenta de Michel Zecler, que disse ter sido agredido racialmente pelos policiais, após divulgação pela CCTV de filmagem do incidente. A própria polícia também investiga o caso.

Quatro policiais foram detidos para interrogatório como parte da investigação, informou a promotoria de Paris.

O espancamento na entrada de um prédio foi capturado em circuito interno de televisão e imagens de telefones celulares, que circularam amplamente online e chegaram às manchetes por toda a Europa.

"As imagens que todos vimos da agressão contra Michel Zecler são inaceitáveis, são vergonhosas para todos nós. A França nunca deveria permitir violência ou brutalidade, não importa de onde venha. A França nunca deveria deixar que o ódio ou o racismo prosperem", disse Macron em uma nota em sua página do Facebook.

Ele acrescentou que a polícia deveria ser exemplar.

"Aqueles cujo trabalho é aplicar a lei devem respeitar a lei", afirmou ele, acrescentando que pediu ao governo que tome medidas urgentes para restaurar a confiança na polícia.

Últimas