Internacional Anjos da Madrugada franceses ajudam população de rua em Paris

Anjos da Madrugada franceses ajudam população de rua em Paris

Número de sem-teto no país europeu dobrou em 10 anos; hoje, são cerca de 300 mil desabrigados

Voluntários participam da 15 dias de Solidariedade de Verão

Voluntários participam da 15 dias de Solidariedade de Verão

Divulgação

Funcionando nos mesmos moldes do programa social brasileiro, os Anjos da Madrugada da França estão promovendo, até 15 de agosto, duas semanas de ações em Paris em prol dos sem-teto. São os “15 dias de Solidariedade de Verão”.

Mesmo antes do início da pandemia da covid-19, que provocou uma crise econômica e social de dimensão global, estudos internacionais já apontavam uma tendência de crescimento de pessoas morando nas ruas das grandes cidades europeias: por exemplo, são 169% a mais na Inglaterra e 145% na Irlanda. Na França, o aumento foi de 100% em dez anos, e hoje o país possui cerca de 300 mil desabrigados.

Durante os “15 dias de Solidariedade de Verão”, os Anjos da Madrugada estão oferecendo apoio emocional e doando alimento, roupas, produtos de higiene, máscaras e álcool em gel à população em situação de rua da capital francesa. A ação acontece na estação ferroviária Gare de l'Est, e a estimativa dos organizadores é que 4,7 mil moradores de rua sejam beneficiados.

Alfredo Neves, responsável pelo programa social no país, explica que a ação surgiu a partir de um apelo por parte dos serviços sociais municipais. “Devido à atual situação [de pandemia], inúmeras pessoas se encontram em um estado de impotência financeira e social”.

“Além disso, por ser época de férias de verão, praticamente todas as associações sociais da França estão paradas. Mas nós, não. Trabalhamos os 365 dias do ano para ajudar o próximo.”.

A população de rua francesa dobrou em dez anos

A população de rua francesa dobrou em dez anos

Divulgação

A militar Bijoux Vasongele, voluntária da iniciativa, relata que uma das principais carências do morador de rua na França é a parte emocional. “É um gesto que levamos a cada um. Não simplesmente com uma comida e uma bebida quente, mas também o compartilhamento de alguns  minutos com a pessoa, algo que é muito precioso para cada um deles”, conclui.

Os voluntários do programa social obedecem todos os protocolos locais para evitar a propagação e a contaminação da covid-19.

Assim como ocorre no Brasil, o programa Anjos da Madrugada é mantido pela Igreja Universal do Reino de Deus da França.

Últimas