Avião da Malaysia Airlines foi abatido por míssil, diz assessor ucraniano

Boeing caiu nesta quinta-feira (17) na região de Donetsk, no leste da Ucrânia

Agência de notícias russa RT publicou uma foto do que seria o primeiro destroço do avião

Agência de notícias russa RT publicou uma foto do que seria o primeiro destroço do avião

REUTERS/Twitter

O Boeing-777 da companhia Malaysia Airlines que caiu nesta quinta-feira (17) na região de Donetsk, no leste da Ucrânia, foi abatido por um míssil, afirmou Anton Guerashenko, assessor do ministro do Interior do país em sua página no Facebook.

De acordo com Guerashenko, estavam a bordo 295 pessoas, sendo 280 passageiros e 15 tripulantes.

Familiares vivem novela dolorosa com sumiço de avião na Malásia

Voo MH-370: Como é possível em pleno século 21 um avião sumir?

O avião viajava de Amsterdã para Kuala Lumpur e caiu em uma região que está sob o controle de milicianos separatistas pró-Rússia e que estão em confronto com as forças governamentais da Ucrânia.

Por sua vez, representantes da autoproclamada república popular de Donetsk negaram que disponham de armamento para derrubar um avião que voe a 10 mil metros de altura.

O porta-voz militar da operação antiterrorista no leste da Ucrânia, Vladislav Selezniov, confirmou à agência oficial russa RIA Novosti a catástrofe aérea perto da cidade de Shakhtiorsk.