Rússia x Ucrânia

Internacional Biden chama de 'crimes de guerra graves' o assassinato de civis em Bucha, na Ucrânia

Biden chama de 'crimes de guerra graves' o assassinato de civis em Bucha, na Ucrânia

Presidente americano citou as imagens de centenas de pessoas amarradas que foram mortas com um tiro na cabeça

AFP
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

MANDEL NGAN / AFP

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, qualificou nesta quarta-feira (6) de "crimes de guerra graves" o massacre de civis ucranianos supostamente pelas mãos de tropas russas na cidade de Bucha.

"Tenho certeza que vocês viram as imagens de Bucha, nos arredores de Kiev: corpos deixados nas ruas quando as tropas russas se retiraram, alguns com tiros na parte posterior da cabeça e as mãos amarradas atrás das costas", disse Biden em um ato sindical. "O que está acontecendo não é outra coisa senão crimes de guerra graves", disse.

"Civis executados a sangue-frio, corpos jogados em valas comuns, a brutalidade e a falta de humanidade foram vistos por todo o mundo, não tem desculpa. [...] O que está acontecendo são crimes de guerra graves", afirmou.

"As nações responsáveis têm que se unir para que os autores [dos crimes] sejam responsabilizados", acrescentou o presidente.

Fotos de vários corpos espalhados pelas ruas de Bucha e jogados em valas comuns circularam por todo o mundo, provocando uma onda de indignação.

O secretário de Justiça dos Estados Unidos, Merrick Garland, informou que seu departamento colabora com os esforços internacionais para "identificar os responsáveis das atrocidades na Ucrânia para que sejam responsabilizados".

"Estamos na etapa de coletar provas, e é isso que estamos fazendo", disse Garland. "Estamos ajudando nossos aliados europeus e nossos sócios ucranianos.”

Últimas