Bombardeio no Azerbaijão deixa pelo menos 13 mortos e 50 feridos

Autoridades azerbaijanas acusam Armênia de disparar mísseis na cidade de Ganja, o que teria destruído 20 apartamentos e rede de eletricidade

Novo bombardeio deixou pelo menos 13 mortos

Novo bombardeio deixou pelo menos 13 mortos

Defence Ministry of Azerbaijan/Handout via REUTERS - 4.10.2020

Novos ataques entre o Azerbaijão e a Armênia deixaram pelo menos 13 mortos e mais de 50 feridos na cidade de Ganja, a segunda maior cidade azerbaijana e próxima do reduto de Nagorno-Karabakh, território pelo qual os dois países estão lutando desde o final de setembro.

Segundo o procurador-geral do Azerbaijão, a cidade de Ganja foi atacada por mísseis e pelo menos 20 apartamentos foram atingidos. A Armênia nega as acusações. Baku também informou que as redes de eletricidade foram danificadas.
O presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, acusou a Armênia de cometer crimes de guerra depois do ataque a Ganja.

“Se a comunidade internacional não punir a Armênia, nós vamos”, disse.
A Armênia negou as acusações de que estaria trazendo soldados ilegalmente para lutarem no conflito e acusou o Azerbaijão de expandir a influência da Turquia, aliada dos azerbaijanos, na região usando mercenários turcos. Tanto Baku quanto Ankara negaram as acusações.

O conflito na região é o pior desde os anos 1990 e diversos países europeus já pediram para que os dois países negociem um cessar-fogo.