Internacional Boris Johnson se diz profundamente preocupado com desaparecimento de Dom Phillips

Boris Johnson se diz profundamente preocupado com desaparecimento de Dom Phillips

Primeiro-ministro britânico afirmou que seu governo trabalha de perto com autoridades brasileiras

  • Internacional | Do R7, com informações da Reuters

O premiê Boris Johnson durante conversa com jornalistas nesta quarta (15), em Londres

O premiê Boris Johnson durante conversa com jornalistas nesta quarta (15), em Londres

Peter Nicholls/Reuters - 15.06.2022

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse nesta quarta-feira (15) que está profundamente preocupado com o desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips na floresta amazônica e que seu governo está trabalhando com autoridades brasileiras que investigam o caso.

"Como todos nesta Casa, estamos profundamente preocupados sobre o que pode ter acontecido a ele. Autoridades do Foreign Office (Ministério das Relações Exteriores britânico) estão trabalhando de perto agora com as autoridades brasileiras", disse Johnson durante sessão do Parlamento.

"O que dissemos aos brasileiros é que estamos preparados para fornecer qualquer apoio que eles precisem."

Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira, que estavam no Vale do Javari, na amazônia, estão desaparecidos desde o dia 5 de junho. A Polícia Federal e pessoas da comunidade local fazem buscas para encontrar os dois. Até o momento foi encontrada uma mochila e outros pertences de Phillips e Bruno. O jornalista inglês e o indigenista brasileiro estavam numa expedição pela floresta e, no momento do desaparecimento, se dirigiam para a cidade de Atalaia do Norte.

Nesta segunda-feira (13), a embaixada brasileira em Londres informou a mulher de Dom Phillips que dois corpos haviam sido encontrados na mata e que seriam de seu marido e de Pereira. No entanto, a Polícia Federal desmentiu a informação. O embaixador brasileiro em Londres, Fred Arruda, pediu desculpas à família do jornalista.

Duas pessoas foram presas até agora suspeitas de ligação com o caso. Nesta terça (14), Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como "dos Santos", de 41 anos, foi detido. Ele se juntou, assim, a Amarildo da Costa Oliveira, o "Pelado", preso desde quarta-feira (8).

Últimas