Internacional Bulgária: sobrevivente de tragédia compara acidente a filme de terror

Bulgária: sobrevivente de tragédia compara acidente a filme de terror

Homem relatou que pessoas começaram a vomitar e gritar após colisão de ônibus que deixou 46 pessoas mortas

AFP
Acidente ocorreu na madrugada de terça-feira (23)

Acidente ocorreu na madrugada de terça-feira (23)

Vassil Donev / EFE / EPA - 23.11.2021

Nesta quarta-feira (24), um dia após o acidente de ônibus na Bulgária no qual morreram 46 pessoas, a maioria cidadãos da Macedônia do Norte, começaram a surgir detalhes sobre o "horror" no cenário da tragédia.

O acidente ocorreu por volta das 2h de terça-feira (23), pelo horário local, na estrada, 40 km a sul de Sófia.

O veículo fazia parte de um comboio de quatro carruagens, com turistas a bordo que regressavam depois de passar um fim de semana em Istambul, dos quais 12 eram menores. Ele se dirigia para Skopje quando bateu na grade da estrada, que estava molhada e escorregadia.

"Os pneus explodiram e começou um incêndio", disse Lulzim Sulejmani, um dos sete sobreviventes, de seu quarto no hospital de Sófia.

"Havia muita fumaça saindo, as pessoas começaram a vomitar e gritar como em um filme de terror", disse ele à televisão Klan Macedonia.

"Peguei o martelo do treinador e quebrei uma janela, levando minha namorada e cinco outras pessoas comigo", disse o sérvio de 26 anos.

Sua namorada, Medina Lutfi, 25, estava dormindo na hora, assim como a maioria dos passageiros, então ele se lembra vagamente dos acontecimentos.

"Não sei como saí. Quando vi a janela aberta atrás de mim, pulei. Ouvi crianças chorando", disse ele.

Os sobreviventes, tratados principalmente por fraturas e queimaduras, estão sob "enorme estresse", disse aos repórteres Maya Argirova, chefe do centro de queimados onde eles foram internados.

O Ministro do Interior búlgaro relatou na terça-feira "um cenário aterrorizante", descrevendo cadáveres "misturados e reduzidos a cinzas".

Foi aberta uma investigação para tentar "elucidar a causa do acidente, se foi defeito técnico ou erro humano", acrescentou.

Na Europa não ocorre nenhum acidente de ônibus com essas características desde 2010, quando na Ucrânia um trem colidiu com um ônibus em uma passagem de nível, causando 45 mortes.

Últimas