China

Internacional China pune funcionários locais por foco de Covid na cidade de Xi'an

China pune funcionários locais por foco de Covid na cidade de Xi'an

26 pessoas do Partido Comunista foram demitidas ou sofreram sanções por "falta de rigor na prevenção e controle da doença"

AFP
Guardas caminhando em uma área que está sob restrições, após o surto de Covid em Xi'an

Guardas caminhando em uma área que está sob restrições, após o surto de Covid em Xi'an

AFP - 22.12.2021

Dezenas de funcionários do Partido Comunista foram punidos depois que um surto de coronavírus foi registrado na cidade de Xi'an, onde os moradores estão em confinamento por causa da estratégia "Covid zero" de Pequim, anunciou o comitê disciplinar nesta sexta-feira (24).

A China, sede em fevereiro dos Jogos Olímpicos de Inverno, conseguiu controlar os casos de coronavírus com uma estratégia de restrições que incluem quarentenas e confinamentos. 

Mas os casos de Covid-19 aumentaram nas últimas semanas e em Xi'an, onde ficam os famosos Guerreiros de Terracota, os 13 milhões de habitantes estão sob um confinamento rígido desde a última quinta-feira (23).

Apenas uma pessoa de cada residência pode sair a cada dois dias para fazer as compras essenciais. Para sair de Xi'an é necessário obter uma autorização especial. 

Nesta sexta-feira, a Comissão Central de Inspeção Disciplinar puniu 26 funcionários do Partido Comunista por "falta de rigor na prevenção e controle do foco de Covid". 

Em um comunicado, a comissão afirma que houve negligência na organização de testes em Xi'an, assim como uma resposta descoordenada para encontrar casos de contato de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Na China, os funcionários públicos acusados de não conseguir controlar a propagação do vírus em sua região são demitidos ou sofrem sanções. 

Nesta sexta-feira, a cidade de Xi'an registrou 49 casos da doença, o que eleva o total a 250 nas últimas semanas. 

Até o momento foram registrados casos de Covid em pessoas que passaram por Xi'an e em outras cinco cidades, incluindo a capital Pequim, o que aumenta a preocupação com uma possível propagação da doença pelo país.

Últimas