Internacional Chuvas no Nepal e na Índia deixam 18 mortos e 6 desaparecidos

Chuvas no Nepal e na Índia deixam 18 mortos e 6 desaparecidos

Outras 900 mil pessoas foram afetadas pelas tempestades. No Nepal, deslizamentos de terra e inundações deixaram rastro de destruição e vítimas

Pelo menos 900 mil pessoas foram afetadas

Pelo menos 900 mil pessoas foram afetadas

Navesh Chitrakar/ Reuters - 12.7.2019

Pelo menos 18 pessoas morreram, seis estão desaparecidas e cerca de 900 mil foram afetadas nas últimas 24 horas por causa das fortes chuvas no Nepal e no nordeste da Índia.

No Nepal os incidentes relacionados com as chuvas como deslizamentos de terra e inundações deixaram 15 mortos nas últimas 24 horas, enquanto outras seis têm paradeiro desconhecido, explicou à Agência Efe o chefe do Centro de Operações de Emergência nepalês, Bed Nidhi Khanal.

Segundo Khanal, foram identificados em todo o país 244 locais onde os efeitos da monção podem ser mais perigosos, enquanto os serviços de resgate já chegaram às áreas mais afetadas, entre elas partes de Katmandu, com bairros completamente inundados, onde trabalham para salvar os afetados.

Ente as vítimas estão três membros de uma mesma família, que morreram em Katmandu depois na queda de um muro da casa onde moravam.

O porta-voz do Departamento de Hidrologia e Meteorologia do Nepal, Archana Shrestha, disse à Efe que se espera que as fortes chuvas no país se prolonguem até domingo.

Perto da fronteira com o Nepal, no estado indiano de Assam, as fortes chuvas também deixaram nas últimas 24 horas pelo menos três mortos, enquanto os afetados neste mês na região já são 869.024, segundo informou hoje a Autoridade Estadual de Gestão de Desastres (ASDMA).

As autoridades abriram também para os afetados pelas chuvas cerca de 70 refúgios, onde por enquanto estão 7.643 pessoas, depois que 1.556 localidades foram afetadas, segundo a ASDMA.

Estes incidentes meteorológicos são frequentes no sul da Ásia na época de mais intensidade das monções, entre julho e agosto, quando costumam deixar centenas de mortos e milhões de afetados na região.