Internacional Com 700 novos terremotos, probabilidade de erupção vulcânica permanece alta na Islândia

Com 700 novos terremotos, probabilidade de erupção vulcânica permanece alta na Islândia

Especialistas dizem que o magma está a 800 m da superfície e que está se espalhando lentamente para cima

Agência EFE
Terremotos provocaram uma série de danos na cidade de Grindavík

Terremotos provocaram uma série de danos na cidade de Grindavík

Ben Makori/Reuters - 14.11.2023

O Gabinete Meteorológico da Islândia registrou nesta terça-feira (14) cerca de 700 novos terremotos desde a última meia-noite — o maior com uma magnitude de 3,1 graus — perto da cidade de Grindavík, no sudoeste da ilha, e advertiu que “a probabilidade de erupção continua elevada”.

Durante o dia de hoje, a maioria dos tremores, principalmente “microterremotos, normalmente a profundidades de foco de entre 3 km e 5 km”, são registrados ao longo da intrusão de magma, acrescentou o comunicado da instituição.

"Em resumo, a probabilidade de uma erupção permanece elevada. Se ocorrer uma erupção, o local mais provável será na intrusão de magma. A nossa última avaliação de risco não indica quaisquer outros locais potenciais de erupção", destacou o Gabinete Meteorológico da Islândia.

O comunicado especifica que as medições da deformação, incluindo observações aéreas de alta resolução, imagens de radar por satélite e observações GPS terrestres, revelam “movimentos contínuos e constantes do solo devido à formação em curso da intrusão de magma”.

De acordo com modelos geofísicos, estima-se que a intrusão esteja se espalhando lentamente para cima e que o magma esteja 800 m abaixo da superfície.

As autoridades islandesas declararam na sexta-feira (10) situação de emergência após uma série de sismos perto de Grindavík e alertaram para uma possível erupção vulcânica, ordenando uma evacuação preventiva desta cidade a 50 km da capital, Reykjavik.

As autoridades locais autorizaram na segunda-feira (13) o acesso limitado a uma zona de Grindavík a um pequeno número de residentes para recolher alguns pertences, tal como já tinham feito no domingo com outro grupo.

Últimas