Internacional Cuba confirma morte de um homem durante protesto

Cuba confirma morte de um homem durante protesto

A vítima, de 36 anos, participava de manifestação perto de Havana, mas não há mais detalhes sobre a causa da morte

Agência EFE
Manifestação de domingo foi uma das maiores da história recente de Cuba

Manifestação de domingo foi uma das maiores da história recente de Cuba

REUTERS/Stringer - 11.7.2021

Um homem morreu durante um confronto entre manifestantes e forças de segurança na segunda-feira passada em um bairro da periferia de Havana, capital de Cuba, informou a estatal "Agência Cubana de Notícias" (ACN) nesta terça-feira (13).

Leia também: Crise após protestos faz Raúl Castro reaparecer em Cuba

A vítima tinha 36 anos e participava de um protesto no Conselho Popular Güinera do município de Arroyo Naranjo, no sul da capital, como parte das manifestações contra o governo iniciadas em várias localizações do país no domingo.

Várias pessoas foram detidas e outras sofreram ferimentos, inclusive agentes das forças de segurança, no confronto em La Güinera, segundo a agência.

O protesto nesse bairro, uma das áreas mais carentes de Havana, foi divulgado por vários vídeos nas redes sociais, embora o governo mantenha a conexão à internet cortada desde domingo.

Nas imagens é possível observar dezenas de pessoas avançando pelas ruas com gritos de "liberdade" e "o povo unido jamais será vencido".

Segundo a versão da "ACN", os manifestantes "alteraram a ordem e tentaram seguir até a Estação da Polícia Nacional Revolucionária do território com o objetivo de agredir efetivos e danificar a instalação".

Últimas