Internacional Deputado renuncia após enviar foto pornográfica a uma jovem

Deputado renuncia após enviar foto pornográfica a uma jovem

Político neozelandês enviou conteúdo pornográfico para uma jovem de 19 anos, e foi denunciado depois por outras três mulheres pela mesma coisa

  • Internacional | Da EFE

Deputado enviava o conteúdo pelo celular

Deputado enviava o conteúdo pelo celular

Pexels

O deputado neozelandês Andrew Falloon, do opositor Partido Nacional, renunciou nesta terça-feira (21) após o escândalo causado pela descoberta de que ele havia enviado uma fotografia de conteúdo pornográfico para uma jovem de 19 anos, através de seu telefone celular, sendo denunciado depois por outras três mulheres pela mesma coisa.

A família da jovem, que não teve sua identidade revelada, relatou o incidente ao Gabinete da Primeira-Ministra na semana passada e o Chefe de Gabinete informou a líder do partido da oposição, Judith Collins, após o deputado anunciar que não disputaria as próximas eleições, programadas para 19 de setembro.

Então hoje, Falloon, 37 anos, renunciou ao cargo, enquanto a polícia investiga as ações do ex-deputado, depois que outras três mulheres o denunciaram por lhes enviarem imagens pornográficas e duas delas entraram em contato com a líder oposição, segundo o jornal local New Zealand Herald.

"Ele estava mentindo e esse é o problema. O que acontece com os mentirosos é que você nunca sabe que eles estão mentindo até que você obtenha as informações por outros meios", disse Collins aos repórteres, explicando que Falloon havia assegurado que havia outros casos.

Judith Collins foi eleita líder do Partido Nacional em junho e assumiu o cargo na semana passada para disputar com a popular Jacinda Ardern, no Partido Trabalhista, o cargo de premier do país.

Eleições

De acordo com as últimas pesquisas publicadas pela imprensa local, o Partido Trabalhista de Ardern tem uma vantagem considerável para as eleições de setembro, quando será a segunda vez em que duas mulheres se enfrentam.

No pleito de 1999, Helen Clark, do mesmo partido atualmente no poder, substituiu a então primeira-ministra Jenny Shipley, do Partido Nacional.

Últimas